Cervejas do Sul conquistam mercado com tradição e sabor

Quarenta por cento das cervejarias artesanais do país se concentram na região. Confira roteiro com principais fábricas do RS, SC e PR

26 jan 2016
08h00

O Brasil tem cerca de 300 cervejarias artesanais, sendo que 40% delas estão no Sul do país. Juntos, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul concentram mais de 120 empresas produtoras, instaladas em uma região onde o consumo de cerveja é, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de aproximadamente 8,7 litros por pessoa a cada mês – média superior à nacional, que é de 5,6 litros.

Apesar de produzirem apenas 0,8% do total de litros da bebida fabricado no país, as cervejarias do Sul respondem por 2,5% do faturamento do setor – incluindo as gigantes do mercado.  

Uma pista para o bom desempenho pode estar na influência da colonização alemã. Muitas das fábricas de lá seguem a lei de pureza de 1516, promulgada na Baviera por ordem do duque Guilherme IV. Ela estabelece uma regra para a produção da bebida: deve ser feita exclusivamente a partir de seus quatro componentes mais básicos, água, lúpulo, malte e fermento. 
Conheça algumas das mais tradicionais e importantes cervejarias da região mais fria do Brasil.

Fundada na década de 1990, a Dado Bier é a primeira microcervejaria artesanal do Brasil
Fundada na década de 1990, a Dado Bier é a primeira microcervejaria artesanal do Brasil
Foto: Divulgação

Paraná
Bier Hoff
Fundada em Curitiba em 2002, distribui seus rótulos para os restaurantes da marca na capital paranaense, além de Ponta Grossa, Londrina e Joinville. Produz 12 cervejas diferentes, incluindo a Jerimoon, a Apache e a Cocada Preta.

Bodebrown
O nome homenageia as origens do fundador, o pernambucano radicado em Curitiba Samuel Cavalcanti, cuja família criava bodes. Resultado do trabalho de conclusão de curso de química industrial, ela é a primeira cervejaria escola do país.

Asgard
Construída para fornecer chope para o bar Asgard, na capital paranaense, a fábrica sobreviveu e cresceu depois que a casa fechou – e posteriormente foi reaberta como um pub bem menor. Produz 25 mil litros de seis tipos diferentes da bebida.

Klein
Um casal que produzia em casa para receber os amigos decidiu dedicar a vida a fazer cerveja em uma instalação construída em Campo Largo e inaugurada no ano de 2009. Atualmente, distribui dez marcas para todo o Brasil.

Wensky
Descendente de poloneses, Luciano Wengrzinski cresceu vendo seus familiares produzindo a própria cerveja para as festas de família na cidade de Araucária. Desde 2009, produz nove tipos da bebida, incluindo a Curupira e a Saci.

A Bierland, instalada em Blumenau (SC), produz 12 tipos de cerveja, incluindo a Vienna e a Weisen
A Bierland, instalada em Blumenau (SC), produz 12 tipos de cerveja, incluindo a Vienna e a Weisen
Foto: Divulgação

Santa Catarina
Eisenbahn
Uma das cervejarias artesanais mais conhecidas do Brasil. Produz 15 estilos da bebida, incluindo a Lust, o único licor de cerveja fabricado no país. Instalada em Blumenau desde 2002, a companhia recebe visitas guiadas e tem um bar anexo.

Bierland
Produz 12 tipos de cerveja, incluindo a Vienna e a Weisen. “O nome da marca é uma homenagem ao município de Blumenau, onde estamos instalados. Traduzido do alemão, significa Terra da Cerveja”, afirma Eduardo Krueger, sócio-proprietário.

Zehn Bier
Desde 2003, a empresa de Brusque fabrica chopes. Em 2011, diversificou o portfólio e acrescentou cinco estilos de cerveja. O bar anexo à fábrica (que tem capacidade para produzir 50 mil litros mensais) também oferece petiscos típicos da Alemanha.

Schornstein
O nome significa “tijolo sujo” e faz referência ao prédio onde fica a fábrica, que é tombado pelo patrimônio histórico e tem uma chaminé famosa na cidade, Pomerode. Recentemente, passou a engarrafar cerveja, além da tradicional produção de chope.

Opa Bier
Fundada em 2006 em Joinville, forma uma cadeia de restaurantes e outra, de lojas, que oferecem os dez estilos de cerveja produzidos pela empresa, inspirada nos primeiros colonizadores alemães da região.

Foi a partir de um hobby que surgiu a Rasen Bier, inaugurada em 2008 na cidade de Gramado (RS)
Foi a partir de um hobby que surgiu a Rasen Bier, inaugurada em 2008 na cidade de Gramado (RS)
Foto: Divulgação

Rio Grande do Sul
Rasen Bier
A cervejaria, com sala de degustação, fica em Gramado e foi inaugurada em 2008. “Tudo começou como um hobby, com produção apenas para consumo próprio e dos amigos. Meus pais incentivaram, e a ideia evoluiu”, diz o fundador, Augusto Schwingel Luz.

Dado Bier
“No Natal de 1992, meu tio Jorge Gerdau me desafiou: Dado, quando vais fazer a tua cervejaria? Foi assim que tudo começou”, conta o empresário Eduardo Bier, que tem cerveja até no nome. Fundada três anos depois, a microcervejaria é a primeira do país.

Cervejaria Edelbrau
Instalada em Nova Petrópolis, mas com produção distribuída por toda a serra gaúcha, desde 2011, a Edelbrau fabrica seis tipos diferentes de cerveja, inspiradas nos métodos de produção da Irlanda. Em 2014, 42 mil pessoas visitaram a empresa.

Cervejaria Farol
Além da área de produção, abriga um bar e um restaurante. A torre do edifício tem 32 metros de altura, com vista para a cidade de Canela. Mas o local ideal para saborear a bebida é um jardim típico alemão, instalado dentro do complexo.

Tupiniquim
Porto Alegre é um centro de microcervejarias, e a Tupiniquim é uma das mais novas delas. Em 2015, com um ano de atividade, foi eleita, durante o Festival Brasileiro da Cerveja, a melhor cervejaria nacional. Oferece opções feitas com maracujá, baunilha e amoras.

Fonte: Passo Avanti

compartilhe

publicidade