0

Conheça a cidade de clima frio no meio do agreste

4 abr 2009
17h11
atualizado em 6/4/2009 às 13h31
  • separator

Chalés aconchegantes, ponteiros marcando apenas dez graus, chocolate quente, música no festival de inverno e, para o almoço, buchada de bode. Na cidade de Gravatá, no agreste pernambucano, as tradições nordestinas convivem com as baixas temperaturas. O município fica a 447 metros de altitude e tem o clima mais frio da região.

A arquitetura demonstra a influência européia em Gravatá
A arquitetura demonstra a influência européia em Gravatá
Foto: Divulgação



» Veja fotos da cidade de Gravatá


» vc repórter: mande fotos e notícias
» Chat: tecle sobre o assunto

Gravatá está localizada a 85km da capital de Pernambuco, no topo de uma serra no Planalto da Borborema. Na maior parte do ano, a temperatura fica em torno de 22 graus, mas de maio a agosto o frio chega com força. A cidade é uma das principais no Circuito do Frio de Pernambuco, que todos os anos leva shows de música e dança também para Garanhuns e Triunfo, de julho a agosto.

A chuva, que também chega nesta época do ano, pode ser o único problema para os passeios, como o que é feito na rua Duarte Coelho. Nela, ficam mais de 60 lojas, pequenas casas onde se vende artesanato e móveis produzidos na cidade. O estilo rústico predomina na arquitetura e nos móveis, que podem ser feitos ao gosto do freguês e desenhados pelos artistas na hora.

Se a opção for pelo conforto, os restaurantes têm grande variedade. Além da buchada, há outros pratos tradicionais como a galinha de cabidela (frita com toucinho e regada com um pouco de vinagre). Mas, com a chegada do inverno, também não faltam fondues e chocolates caseiros.

A arquitetura tem algumas curiosas heranças européias. Os ingleses deixaram por lá no século XIX uma seqüência de 14 túneis de pedra que serviram para a passagem de uma linha férrea que escoava a produção de cana-de-açúcar. É da mesma época o palácio de estilo português que hoje é a sede da prefeitura.

Mesmo antes do inverno, a cidade recebe centenas de visitantes em eventos, como as comemorações da Semana Santa. Cerca de 300 mil pessoas chegam para ver as encenações da Paixão de Cristo feitas por atores locais.

Veja também:

Especial: equilibre as energias que existem em você
Fonte: Especial para Terra
publicidade