PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Brasil deve ganhar 3 montanhas-russas em 2013; confira

Compartilhar
Exibir comentários

Quem gosta de adrenalina e fortes emoções terá novos motivos para visitar os principais parques de diversões do País em 2013, quando devem estrear no Beto Carrero World (SC), Hopi Hari (SP) e Mirabilandia (PE) três novas montanhas-russas, sendo uma delas inédita em todo o mundo.

O parque Mirabilandia deve ganhar a Sky Mountain, uma montanha-russa com 367 m de extensão
O parque Mirabilandia deve ganhar a Sky Mountain, uma montanha-russa com 367 m de extensão
Foto: Divulgação

Veja as melhores montanhas-russas de Orlando

Comprada do Six Flags Great Adventure de Nova Jersey, nos EUA, a The Chiller, como era chamada, já chegou ao Beto Carrero. Apesar disso, o parque não tem previsão para a montagem de sua nova atração nem informa em que área ela ficará. Segundo um site internacional, o equipamento fabricado pela Premier Rides é avaliado em US$ 15 milhões e entrou em operação em 1998. Ele possui dois trens que podem partir simultaneamente e percorrem trilhos diferentes (um com 346 e outro com 374 metros de extensão). Os passageiros são lançados a 105 km/h em cinco segundos e após o trem efetuar inversões (ficar de cabeça para baixo), sobe uma rampa de 61 metros de altura e refaz o percurso de costas.

 
No Hopi Hari a novidade é uma versão inédita no mundo de uma montanha-russa fabricada pela empresa suíça Intamin e que deixa os passageiros de cabeça para baixo por dez vezes, um recorde. A atração, que já chegou ao parque e aguarda a montagem, ficará na área temática de Wild West, terá um percurso de 875 metros, descida de 45 graus, altura de 33 metros e velocidade de até 85 km/h. Os trens são mais abertos o que proporciona mais emoção aos passageiros. Segundo o parque, a nova atração representa um investimento de R$ 50 milhões e seu nome será escolhido por meio de um concurso que será lançado nas redes sociais na internet.
 
Já o Mirabilandia adquiriu do Six Flags Over Georgia, nos EUA, a Déja Vu, que no Brasil se chamará Sky Mountain. O equipamento, fabricado pela Vekoma e que entrou em operação pela primeira vez em 2001, possui 367 metros de extensão. Nele o trem percorre os trilhos a uma velocidade de até 105 km/h, realiza três inversões e sobe por uma torre de quase 60 metros de altura a 90 graus. Ao atingir a altura máxima os passageiros voltam de costas refazendo todo o trajeto. O parque não revela o valor do investimento, porém diz que uma atração nova, do mesmo modelo, custaria em torno de US$ 7,8 milhões. As peças já se encontram no parque, que aguarda o desfecho de um processo judicial envolvendo o terreno em que se localiza para iniciar a montagem.
 
Veja as atrações que já existem nos parques do País:
 
Fire Whip
Mais radical atração dos parques brasileiros, a Fire Whip é a única montanha-russa invertida do País (onde os trilhos ficam acima da cabeça dos passageiros). Fabricada pela holandesa Vekoma, foi inaugurada no final de 2008 em comemoração aos 17 anos do Beto Carrero World com um investimento de cerca de R$ 15 milhões. Seus dois trens, com capacidade para 20 pessoas cada um, sobem a uma altura de 40 metros e realizam cinco loopings ao longo de 700 metros de extensão, chegando a quase 100 km/h. Com uma cenografia especialmente construída para ela, proporciona aos passageiros um sobrevoo por lagos e cachoeiras.
 
Katapul
Nesta atração de fabricação alemã do Hopi Hari, o trem com capacidade para 24 pessoas é lançado em poucos segundos a uma velocidade de 100 km/h por um mecanismo parecido com os usados para lançar jatos em porta-aviões, realiza um looping e sobe por uma rampa de 42 metros e 70 graus de inclinação. Após atingir a altura máxima usa o efeito da gravidade refazendo toda a extensão de 220 metros de costas, passa pelo ponto de partida e sobe outra rampa.
 
Montezum
Quem chega ao Hopi Hari logo dá de cara com a Montezum, maior montanha-russa da América Latina e a quinta maior feita de madeira do mundo. A atração, que levou cerca de 1 ano para ser construída, possui 54 metros de altura em sua primeira descida, onde atinge a velocidade de 104 km/h. Os visitantes percorrem seus 1.300 metros em 56 segundos. Curiosidades: foram utilizados 80 mil parafusos na estrutura e 576 fundamentações com o mínimo de 8 metros de profundidade.
 
Monte Makaya
Fabricada pela empresa suíça Intamin, a Monte Makaya foi inaugurada em 1998 com a abertura do parque de diversões Terra Encantada no Rio de Janeiro. Na época, era a montanha-russa com maior número de inversões no mundo deixando os visitantes oito vezes de cabeça para baixo. A atração possui um percurso de 800 metros, trem com capacidade para 28 pessoas, velocidade máxima de 80 km/hora e chega a uma altura de 37 metros. Funcionou até meados de 2010, quando o parque foi fechado após problemas financeiros e a morte de uma pessoa em outro brinquedo. A atração permanece no local até hoje com boatos de que pode ser comprada por outros parques do País.
 
Star Montain
Importada da Holanda, esta montanha-russa é uma das principais atrações desde o início do Beto Carrero World. Possui dois trens com capacidade para 24 passageiros cada um. Em seus cerca de 700 metros de comprimento ela atinge 35 metros de altura em seu ponto mais alto. Em um percurso com dois loopings, a velocidade chega a 86 km/h.
 
Super Tornado
Principal atração do Mirabilandia, parque de diversões em Pernambuco, o Super Tornado é de fabricação holandesa. A atração possui  dois loopings e duas curvas de 90 graus. O trem com capacidade para 28 pessoas atinge uma altura de 20 metros. Segundo o parque, é a maior montanha-russa do Norte-Nordeste.
 
Tigor
De fabricação da holandesa Vekoma, essa é uma montanha-russa para a família localizada no Beto Carrero World. Instalada na área temática da vila germânica, ela garante emoção para todos os passageiros mesmo sem loopings e curvas bruscas. A atração tem aproximadamente 600 metros de extensão, 15 metros de altura, atinge quase 50 km/h e seu trem tem capacidade para 16 pessoas.
 
Vurang
Instalada na área temática de Mistieri, no Hopi Hari, a Vurang é uma montanha-russa dentro de uma pirâmide, que percorre a maior parte do seu trajeto totalmente no escuro. De fabricação suíça, ela cerca de 800 metros de trilhos percorridos por dois trens com 12 carrinhos que acomodam duas pessoas em cada um. Além de suas curvas, subidas e descidas, os carrinhos giram em torno do próprio eixo deixando as curvas ainda mais emocionantes.
Fonte: Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade