PUBLICIDADE

Black Friday de passagens aéreas: vale a pena comprar voos nessa época? Veja cuidados

Advogada destaca 5 cuidados para ter mais segurança na Black Friday

1 nov 2023 - 12h09
(atualizado em 7/11/2023 às 14h32)
Compartilhar
Exibir comentários
Saiba como comprar passagens aéreas com mais segurança
Saiba como comprar passagens aéreas com mais segurança
Foto: iStock

A Black Friday está chegando! Famosa por promoções dentro e fora do Brasil, a data será celebrada no dia 24 de novembro. Entre os itens procurados pelos consumidores estão as passagens aéreas, mas será que vale a pena comprar voos nessa época? A resposta pode variar, segundo especialistas.

Para Carolina Vesentini, advogada do IDEC (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) ouvida pelo Terra, vale ficar de olho nas promoções oferecidas e também fazer uma pesquisa dos preços fora dessa época, para saber se, de fato, a promoção é boa.

Com as informações em mãos, a decisão poderá ser diferente para cada pessoa. “Cada consumidor deve avaliar de acordo com seu planejamento financeiro”, afirma a advogada.

Planejamento e a pesquisa são importantes para conseguir bons preços nas passagens. Em nota, a ABEAR (Associação Brasileira das Empresas Aéreas) reforça que as empresas aéreas realizam com frequência promoções de passagens aéreas, não só em datas como a Black Friday. 

Por isso, é recomendado que o passageiro procure bilhetes aéreos com antecedência, assim não ficará à mercê de promoções que podem se revelar "ciladas" no futuro. 

5 CUIDADOS ANTES DE COMPRAR

Para evitar surpresas e frustrações no futuro, Carolina destaca cinco cuidados a serem tomados nesse período de Black Friday. 

1. Promoções enviadas por e-mail

São muito comuns ofertas imperdíveis que chegam por e-mail. Antes de clicar, desconfie. "Golpistas aproveitam o aumento das transações para ludibriar os consumidores. Sendo assim, preste muita atenção ao remetente", alerta a advogada sobre os ataques de phishing — crime em que os internautas são convencidos a revelar informações pessoais, como senhas e dados de cartão de crédito.  

Muitos desses e-mails parecem verdadeiros, mas usam domínios diferentes, que não têm qualquer relação com a empresa da suposta oferta. Por isso, cuidado redobrado com o que aparece no remetente. 

Jalapão se destaca no Ecoturismo; conheça esse paraíso no TO Jalapão se destaca no Ecoturismo; conheça esse paraíso no TO

2. Preços muito baixos

Preços muito abaixo da média praticada são indícios de fraude, fique atento. Por isso, a etapa da pesquisa é tão importante. A Black Friday oferece descontos, mas se o desconto for grande demais, desconfie, principalmente, se for uma empresa pouco conhecida, o que leva à próxima dica.

3. Reputação da empresa

Procure se informar se a empresa tem boa reputação no mercado. É possível fazer isso acessando o histórico de reclamações no Procon de seu município e o site consumidor.gov.br, do Ministério da Justiça, para verificar a reputação da loja. "O recomendado é fazer compras com agências conhecidas e bem cotadas pelos clientes", ressalta Carolina.

4. Atenção às regras da oferta

Antes de fechar suas passagens na internet, preste atenção nas regras do serviço oferecido. "O primordial é ler todas as especificações do contrato, especialmente as relacionadas a cancelamento e reembolso", explica Carolina. Assim, não será pego de surpresa se descobrir que o preço baixo se deve à alguma inflexibilidade nas datas ou se não poderá obter reembolso, por qualquer motivo.

Compra pelo cartão de crédito oferece mais segurança
Compra pelo cartão de crédito oferece mais segurança
Foto: Lyubov Levitskaya | Shutterstock / Portal EdiCase

5. Prefira pagar por cartão de crédito

Evite sites que só aceitam pagamento por boleto ou mesmo PIX. Apesar de muitas empresas darem descontos se o pagamento for feito por essas formas, pode ser uma "dor de cabeça". Segundo a advogada, a verificação da administradora do cartão é uma segurança a mais. Além disso, caso haja fraude, com pagamento por boleto ou PIX, o cliente não conseguirá reaver o valor pago.

Se ainda assim preferir uma dessas formas, ao fazer o pagamento, verifique se o titular da conta indicada coincide com o CNPJ da agência. Detalhes como esses fazem toda a diferença para não cair em "ciladas" e ter mais alegrias do que preocupações no futuro.

Fonte: Redação Terra Você
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade