Saúde

'Pandemia de doping': como testosterona causa depressão

28 mai 2024 - 18h22
Compartilhar

O desejo por um físico bem esculpido está levando alguns frequentadores de academias amadores a experimentar esteroides sintéticos – especificamente, suplementos de testosterona. Essa tendência é amplamente impulsionada pelas redes sociais, com milhares de postagens discutindo maneiras de aumentar os níveis de testosterona, e influenciadores de alto perfil promovendo os supostos benefícios do uso do hormônio sintético – e até recomendando produtos que qualquer pessoa pode comprar online sem receita.

Inicialmente, isso pode levar a um aumento no desejo sexual e ajudar seu corpo a construir mais massa muscular ao longo de vários meses. Também pode causar acne, calvície de padrão masculino e aumento das mamas nos homens. As mulheres podem experimentar amenorreia (perda do período menstrual), aumento de pelos no corpo, voz mais grave e aumento do clitóris.

Mas esses efeitos colaterais são menores quando comparados às sérias consequências que o abuso prolongado e repetido tem no corpo. O abuso de esteroides muda o coração, fazendo com que ele aumente, a pressão arterial suba e as artérias se tornem menos elásticas. Todas essas mudanças dificultam o desempenho do coração, aumentando o risco de morte súbita. As mudanças cardiovasculares persistem na maioria dos abusadores. Danos ao fígado e aos rins frequentemente se desenvolvem em pessoas que usam esteroides a longo prazo.

A testosterona também tem efeitos psicológicos – incluindo aumento da agressividade, depressão e ansiedade. 

Assista ao vídeo com o comentário de André Forastieri.

Homework Homework
Publicidade
Seu Terra












Publicidade