PUBLICIDADE

Clareamento dental caseiro: conheça os riscos

Primeiramente é preciso saber que o clareamento dental não é indicado para todas as pessoas que têm dentes amarelados

17 jun 2022 - 16h00
O limão não deve ser usado para clarear os dentes
O limão não deve ser usado para clarear os dentes
Foto: Pexels

O desejo de ter dentes cada vez mais brancos torna os clareamentos dentais o tipo de procedimento bucal mais buscado nos consultórios.  Entretanto, assim como qualquer outro tipo de tratamento, o branqueamento possui riscos e não é indicado para qualquer pessoa. 

Infelizmente, trata-se de um tratamento caro e, justamente por isso, muitas pessoas recorrem a soluções caseiras que, apesar de naturais, podem colocar a saúde em risco. 

Primeiramente é preciso saber que o clareamento dental não é indicado para todas as pessoas que têm dentes amarelados. Nem todos os dentes podem ser beneficiados pelo tratamento, pois as causas do escurecimento podem ser diversas. Além disso, para se submeter ao tratamento, é preciso estar com a saúde bucal em dia.

Existem basicamente dois tipos de clareamento dental. O caseiro, em que o paciente usa uma moldeira contendo o gel clareador em sua casa, sob supervisão do dentista, e o clareamento de consultório, que é um procedimento  feito diretamente pelo dentista.

Em ambos casos, existem riscos associados ao procedimento, que incluem sensibilidade dentária e danos às raízes dos dentes. 

É por isso que você deve, se está pensando em clarear os dentes, consultar seu dentista de confiança sobre os possíveis riscos do clareamento e verificar se  você precisa de algum tratamento dental antes de passar pelo procedimento. Em hipótese alguma faça o procedimento em casa sem a supervisão de um profissional. 

O jornal britânico "Daily Mail" conversou com a diretora do London Smiling Dental Group, Uchenna Okoye, que tirou as principais dúvidas e relatou os riscos dos clareamentos caseiros. Veja!

Açafrão em pó
Esta é uma receita para o desastre. A regra para dentistas é que qualquer coisa que manche uma camisa branca também mancha os dentes. A ação do açafrão não irá clarear os dentes, mas descolori-los. Os dentes possuem pequenos poros chamados túbulos dentinários e moléculas de cores. Se esses poros forem bloqueados, os dentes terão uma aparência mais escura e é esse o efeito do açafrão, já que ele penetra com facilidade nessas pequenas cavidades.

Casca de laranja
O conselho que Okoye dá a seus pacientes é que tenham cuidado com sucos naturais e que os bebam com canudos. O ácido cítrico presente nas laranjas desgasta o esmalte dos dentes e essa corrosão pode levar a aparição de cáries. Se a corrosão atingir a dentina, camada mais profunda do dente, o paciente pode começar a sentir dores e ter dentes sensíveis.

Óleo de coco
É possível que a técnica até possa retirar algumas bactérias, mas seguida de uma cuidadosa escovação, o que dará uma sensação de limpeza. Mas não há nenhuma evidência científica de que o bochecho funcione, seja para clarear os dentes ou higienizá-los.

Limões
Jamais use essa técnica! Limões têm um alto nível de ácido cítrico e seu suco pode corroer o esmalte dos dentes. Eles são até mais ácidos que o vinagre de maçã.

Fonte: FF Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.
Publicidade