Cárie, gengivite e afins: descubra os 5 problemas bucais mais comuns

13 out 2017
09h11

Manter uma rotina de higiene bucal correta e cuidadosa é importante não só para conquistar aquele tão desejado sorriso de celebridade, mas também para manter a saúde do corpo como um todo.

Diversos estudos já comprovaram que os problemas bucais podem ter graves consequências em outros órgãos e causar doenças em lugares que nem imaginávamos. Por isso, conhecer os sintomas das complicações bucais e saber como combate-las é fundamental para manter a saúde em dia.

Será que você sofre de algum desses problemas?
Será que você sofre de algum desses problemas?
Foto: Thinkstock

Por essa razão, consultamos a Dra. Laura María Diaz Guzmán, membro da Associação Dentária Mexicana, para explicar as cinco doenças bucais mais comuns:

Cáries: a cárie é uma das doenças bucais mais comuns no mundo e nada mais é do que uma lesão provocada por bactérias que se encontram na boca. Na fase inicial, ela pode causar alterações no esmalte dental. Posteriormente, pode ser identificada como manchas marrons e orifícios nos dentes.

Gengivite e periodontite: a gengivite é caracterizada pelo sangramento e inflamação das gengivas e geralmente é assintomática. A gengivite pode, ao longo dos anos, tornar-se uma periodontite, caracterizada por uma grave inflamação e infecção que destrói os tecidos de apoio dos dentes. Isso pode incluir as gengivas, os ligamentos periodontais e os alvéolos dentários.

Má oclusão dental: Oclusão é um termo usado para se referir ao alinhamento dos dentes. A má oclusão ocorre quando o maxilar superior e a engrenagem do maxilar inferior não se encaixam corretamente e/ou quando há um desalinhamento dos dentes.

Fluorose dental: nas regiões do mundo em que o flúor é abundante na água, esta desordem é mais comum. Ela pode ser caracterizada por mudanças na estrutura do esmalte, defeitos de textura e mudanças na coloração dos dentes.

Úlceras aftosas: são caracterizadas por protuberâncias, manchas ou feridas na boca, nos lábios ou na língua, que são recorrentes e dolorosas. Eles geralmente apresentam quando há mudanças de temperatura, gripe, febre. Eles duram 10 a 14 dias.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade