Bebês completam dentição de leite com dois anos

Se ao completar 1 ano de idade, o bebê não tiver nenhum dente na boca, é recomendado procurar um odontopediatra

8 set 2015
08h00
atualizado às 10h05

A fase da dentição pode ser temida por muitas mães, os relatos de quem já passou pela fase é de crianças irritadas, com febre e preocupação de quem assiste a tudo isso. Mas saiba que há meios de aliviar os sintomas, e saber o que te espera pode ajudar na hora de enfrentar a situação.

“O primeiro dente costuma nascer por volta dos 6 meses e a criança apresentará a dentição decídua (de leite) completa (com 20 dentes na boca, 10 na arcada superior e 10 na arcada inferior) por volta dos 2 anos 2 anos e meio”, diz a odontopediatra Fernanda Raven.

Os primeiros dentes que nascem são os incisivos centrais inferiores, ou os dentes da frente da parte de baixo da boca. Aos oito meses irrompem os incisivos centrais superiores – dentes da frente da parte de cima.  Então, entre nove e 10 meses, o bebê terá os quatro dentes da frente nas duas arcadas. Próximo aos 16 meses, surgem os primeiros molares nas arcadas superior e inferior.  Aos 18 meses os caninos irrompem e, entre dois anos e dois anos e meio, a dentição decídua estará completa com o nascimento dos segundos molares. 

“Cada criança tem seu ritmo e esse tempo pode variar, o que não significa que há algo anormal se atrasar ou adiantar. Se ao completar 1 ano de idade, o bebê não tiver nenhum dente na boca, é recomendado procurar um odontopediatra para fazer uma avaliação e diagnóstico”, afirma a especialista.

O primeiro dente costuma nascer por volta dos 6 meses e a criança apresentará a dentição completa por volta dos 2 anos
O primeiro dente costuma nascer por volta dos 6 meses e a criança apresentará a dentição completa por volta dos 2 anos
Foto: Falon Koontz / Shutterstock

Para aliviar
Durante a fase de nascimento dos dentes, o bebê pode ficar muito irritado e inquieto, pode babar muito, as gengivas podem ficar inchadas, avermelhadas, e a criança costuma levar tudo à boca por conta da coceira na gengiva. 

“Para aliviar os sintomas é recomendado o uso de mordedores e se estiver calor pode ser utilizado o mordedor gelado, dessa forma, o alívio será maior. Alguns têm água dentro para deixar na geladeira e dar para o bebe morder. Bebidas e alimentos frios ajudam a aliviar a coceira da gengiva, como frutas direto da geladeira. Os pais também podem fazer massagem na gengiva do bebê com uma gaze enrolada no dedo indicador, embebida em água fria”, explica Fernanda.

 

Fonte: Agência Beta Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.

compartilhe

publicidade
publicidade