PUBLICIDADE

São Paulo começa a vacinação de idosos a partir do dia 8

Primeiro grupo será de pessoas com 90 anos ou mais velhos; no dia 15, começa a imunização daqueles com 85 anos ou mais

29 jan 2021 12h52
| atualizado às 12h55
ver comentários
Publicidade

O governo de São Paulo começará, a partir do dia 8, a vacinar idosos dentro do programa de imunização contra o coronavírus. Os detalhes estão sendo apresentados pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), em entrevista coletiva nesta sexta-feira, 29, no Palácio dos Bandeirantes.

Idoso recebe vacina Pfizer/BioNTech contra Covid-19 em Piraeus, na Grécia
20/01/2021 REUTERS/Alkis Konstantinidis
Idoso recebe vacina Pfizer/BioNTech contra Covid-19 em Piraeus, na Grécia 20/01/2021 REUTERS/Alkis Konstantinidis
Foto: Reuters

No dia 8, começa a vacinação de idosos com idade de 90 anos ou mais. Os que têm 85 anos ou mais receberão a primeira dose do imunizante a partir do dia 15. Acompanhe a entrevista:

São Paulo e outros entes federativos aguardam uma confirmação do Ministério da Saúde para retardar a aplicação da segunda dose da vacina Coronavac nas pessoas já imunizadas, o que ampliaria a base do total de pessoas que começou a receber imunização.

O governo do Estado previa um retorno das aulas na rede privada de São Paulo a partir da próxima segunda-feira, dia 1º, e o retorno na rede pública a partir da semana seguinte, no dia 8. Mas uma decisão da Justiça, acatando pedido de duas associações representantes dos professores, que veem ainda insegurança para o retorno às atividades presenciais.

Doria também disse, nesta quinta-feira, 28, que um lote de vacinas que vem sendo ofertado pelo Instituto Butantan para o governo federal, e que ainda não teve a compra confirmada por Brasília, poderá ser oferecido a São Paulo e a outros Estados e municípios do País e, de fato, a gestão Jair Bolsonaro não sinalizar a intenção de compra.

Estadão
Publicidade
Publicidade