PUBLICIDADE

Saiba o que é o estrabismo, condição que afeta a ex-BBB Deniziane

Na internet, a fisioterapeuta foi alvo de comentários preconceitos por causa de seus olhos. Entenda!

28 fev 2024 - 16h27
Compartilhar
Exibir comentários

Deniziane Ferreira, que foi eliminada do Big Brother Brasil 2024 (TV Globo) no nono paredão, se tornou alvo de comentários preconceituosos nas redes sociais por causa de seus olhos, após aparecer em uma série de fotos aproveitando o pós-reality. A fisioterapeuta sofre com uma condição ocular que, de acordo com especialistas, é chamada de estrabismo.

Na internet, a fisioterapeuta foi alvo de comentários preconceituosos por causa de seus olhos. |
Na internet, a fisioterapeuta foi alvo de comentários preconceituosos por causa de seus olhos. |
Foto: Instagram @tadeuschmidt/Reprodução / Boa Forma

"O estrabismo é uma condição oftalmológica caracterizada pelo desalinhamento dos olhos, onde um ou ambos os olhos podem apontar para direções diferentes. Pode ocorrer em qualquer idade, mas é mais comumente diagnosticado na infância e pode persistir ou se desenvolver na idade adulta", explica o Dr. Tiago César Pereira Ferreira, oftalmologista.

Quais as causas do estrabismo?

De acordo com o Dr. Germano Dalfito, oftalmologista, a causa principal do estrabismo é um desarranjo no desenvolvimento ocular e cerebral, mas ele também pode estar relacionado a quadros neurológicos, tumores, complicações de diabetes, infecções, traumas e outras condições que acometem os olhos.

Sintomas do estrabismo

Conforme citado pelo Dr. Tiago, entre os sintomas do estrabismo estão:

  • Visão dupla;
  • Dificuldade de percepção de profundidade;
  • Olhos que não se movem juntos;
  • Inclinação da cabeça para compensar o desalinhamento;
  • Problemas de visão em geral.

Diagnóstico

Os médicos afirmam que o diagnóstico do estrabismo depende de uma avaliação clínica cuidadosa, que deve realizada por um oftalmologista.

"Geralmente, ele é feito por meio de um exame oftalmológico completo, que pode incluir testes de visão, análise da capacidade dos olhos se moverem juntos e a medição do desalinhamento", detalha Dalfito.

Tratamento

Na maioria dos casos, é possível melhorar significativamente ou até mesmo curar o estrabismo. O tratamento varia de acordo com a causa e a gravidade da condição.

"Pode ser indicado o uso de óculos, a realização de exercícios oculares, o uso de tampão (oclusão), a injeção de toxina botulínica ou a cirurgia para corrigir os músculos desalinhados. O objetivo é aprimorar o alinhamento dos olhos e, quando é viável, restaurar a visão binocular", conclui o Dr. Tiago.

Boa Forma
Compartilhar
Publicidade
Publicidade