PUBLICIDADE

Quais são os perigos de tomar suplementos vencidos ou adulterados?

Clínica de São Paulo vendia produtos fora do prazo de validade e com fórmulas adulteradas; especialista comenta perigos

13 jun 2024 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
Quais os riscos de consumir suplementos vencidos?
Quais os riscos de consumir suplementos vencidos?
Foto: Getty Images / Getty Images

Uma operação policial levou à prisão de cinco pessoas em São Paulo por adulterar a fórmula e o prazo de validade de suplementos alimentares como Whey Protein, creatina e vitaminas.

"Esses produtos, com a data de vencimento já expirada, eles costumam se empedrar, então, eles abriam as embalagens, colocavam esses produtos em uma centrífuga para que voltasse ao estado anterior, e reembalavam", afirmou o delegado Eduardo Miraldi, responsável pelo caso. Com isso, a quadrilha conseguia vender os produtos em um preço abaixo do mercado. 

Agora, eles serão investigados por crimes contra a saúde pública. Segundo a nutricionista especializada em nutrição clínica e esportiva Raphaella Cordeiro, a data de validade desses produtos é importante pois garante que eles são seguros para consumo. 

"Se ele passou da validade, o risco que se corre é de consumir um produto em processo de deterioração ou já deteriorado. Eles podem nos trazer problemas imensuráveis, como intoxicação, infecção e, em casos mais graves, levar o consumidor a óbito", explica a especialista ao Terra

7 suplementos alimentares mais consumidos 7 suplementos alimentares mais consumidos

Como saber se os produtos estão dentro da validade?

"Na maioria das vezes o preço pode já ser um bom sinal", comenta a nutricionista. Além disso, ela sugere que o cliente se atente à embalagem do produto: "se é a mesma, se é igual às oferecidas pela marca, etc. Antes de ingerir, é preciso que ele também observe o aspecto geral da substância, a coloração, o cheiro e textura e/ou consistência, especialmente se ele já tem o hábito de consumi-lo, isso já pode ser um ponto de referência". 

Por fim, Raphaella orienta que os clientes fiquem atentos ao local de compra dos produtos. "A internet, por exemplo, abre brecha para vendas de produtos vencidos e adulterados, pois você pode ser atraído pelo preço e não fazer ideia da origem do mesmo, portanto, busque lojas físicas de confiança ou os sites das marcas que já estão bem estabelecidas no mercado", finaliza.

Fonte: Redação Terra Você
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade