PUBLICIDADE

Mastigar errado traz problemas gástricos e faz você engordar

Comer muito rápido, problemas de gastroenterite e estalos ou ruídos na mandíbula estão entre os sinais

2 fev 2024 - 06h40
Compartilhar
Exibir comentários
Mastigar errado traz problemas gástricos e faz você engordar:

Ter uma mastigação correta e dentes alinhados vai muito além da estética. Ele é responsável pelo o sistema gástrico, ajuda na absorção de nutrientes e a fazer uma boa digestão. 

Uma mordida inadequada nem sempre é tão aparente, mas apresenta muitos sinais. A cirurgiã-geral Claudia Consalter, diretora executiva da OrthoDontic, traz os cinco principais sinais da mastigação errada:

Comer rápido

"Uma das características mais comuns é comer muito rápido, ao ponto de não saborear o alimento. Para garantir que sejam completamente triturados antes de serem engolidos, mastigar devagar é essencial nesse processo. Quem costuma acabar a refeição primeiro que todo mundo e não dedica um tempo adequado para esse momento, tem grandes chances de ter dentes desalinhados", diz Claudia.

Estalos durante as refeições

Ouvir estalos ou ruídos na mandíbula durante a ingestão de alimentos é outro ponto de atenção. 

"Essa condição pode indicar problemas na articulação temporomandibular. Em caso de sentir ou ouvir estalos frequentes, é aconselhável procurar a orientação de um profissional de ortodontia."

Engasgos com frequência 

"Engasgo frequente durante as refeições pode ser um sinal de que a comida não está sendo processada de forma adequada. Uma mordida eficiente ajuda a quebrar os alimentos em pedaços menores, facilitando a passagem pelo sistema digestivo. Logo, se os engasgos forem comuns no dia a dia, é hora de fazer uma avaliação."

Problemas de gastroenterite 

"Azia, refluxo e dores abdominais podem estar ligados a uma mastigação errada. Muitas pessoas acreditam que esses sintomas têm relação apenas com o estômago, mas em grande parte dos casos, eles aparecem em decorrência dessa mordida errada. Quando os alimentos não são devidamente triturados na boca, o estômago acaba tendo dificuldade em processá-los, levando a desconfortos", alerta Claudia.

Problemas na respiração

"Dificuldades de respiração ao comer é outro sintoma. Nesse sentido, problemas na mastigação podem resultar em dificuldades respiratórias, especialmente durante as refeições. Isso pode estar relacionado à posição da mandíbula e à abertura adequada da boca ao consumir os alimentos."

Ganho de peso

"O ganho de peso também é outra consequência, já que mastigar de forma inadequada influencia os hábitos alimentares. Além disso, comer rápido demais pode levar a uma sensação de fome persistente, causando o  aumento na ingestão calórica e, eventualmente, quilos a mais na balança", diz a especialista.

Como resolver o problema?

Identificar é o primeiro passo para corrigir e prevenir consequências mais sérias. Dentre as estratégias que ajudam a aprimorar o modo como você mastiga, estão: 

- Ter consciência do processo para mudar de hábito;

- Buscar por orientação profissional especializado, como um dentista de sua confiança;

- Fazer tratamentos ortodônticos;

- Manter hábitos alimentares saudáveis;

- Prestar mais atenção na mastigação e saborear a comida sem pressa.

Foto: Freepik / Montagem Homework

Ao prestar atenção à sua técnica de mastigação e buscar orientação profissional quando necessário, é possível garantir uma digestão eficiente e a absorção adequada de nutrientes, promovendo, assim, sua saúde como um todo.

Assista ao vídeo com as dicas do periodontista Milton Mario, franqueado da OrthoDontic.

(*) HOMEWORK inspira transformação no mundo do trabalho, nos negócios, na sociedade. É criação da Compasso, agência de conteúdo e conexão. 

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Publicidade