PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Dia Mundial da Saúde Ocular: cuidados com a visão no exercício físico

São recomendações que fazem a diferença no rendimento esportivo

10 jul 2023 - 08h01
(atualizado às 20h49)
Compartilhar
Exibir comentários

10 de julho é o Dia Mundial da Saúde Ocular, data criada pela OMS (Organização Mundial de Saúde) com objetivo de orientar a população sobre as principais precauções com a visão. Além disso, a oftalmologista Dra. Giovanna Celano citou os cuidados com a visão no exercício físico em entrevista exclusiva ao Sport Life.

Os cuidados com a visão no exercício físico - Shutterstock
Os cuidados com a visão no exercício físico - Shutterstock
Foto: Sport Life

Conheça os cuidados com a visão no exercício físico

"Para pacientes que fazem esportes aquáticos, o ideal além da proteção é não usar lentes de contato. Já para os pacientes que realizam esportes de impacto, como luta, recomendamos não usar óculos pois podem quebrar e causar lesões na pálpebra e na córnea. Não coçar ou esfregar os olhos", detalhou a doutora Giovanna.

Dessa maneira, um esportista deve consultar com um oftalmologista no mínimo uma vez ao ano, descartar o uso inadvertido de soluções não oftalmologicamente testadas e não usar óculos de outras pessoas ou de lojas não especializadas.

"Evitar usar óculos de sol que não tem proteção UVA (Ultravioleta A) e UVB (Ultravioleta B), pois esses são piores do que não usar óculos de sol. Por que além de não terem a proteção, ainda são escuros, aumentam a sua resistência em olhar para o sol e aumentando a exposição da retina", completou Celano.

É de se lembrar que os esportes de contato, como futebol, basquete, boxe e MMA (Artes Marciais Mistas), interferem em traumas oculares e o paciente deve ficar atento, mas não há nada no momento para impedir.

"Para exercícios aquáticos, temos os óculos específicos de proteção assim como os os exercícios de ar. O tênis e o golfe devido ao impacto da bola podem causar uma fratura em blow out (fratura dos ossos da órbita). Ao passar por alguma dessas situações, deve procurar uma emergência oftalmológica imediatamente", destacou a oftalmologista.

Auxílios para o combate a cegueira

Inicialmente, alguém deve se basear no seu histórico familiar de doenças crônicas, como diabetes, hipertensão arterial, dislipidemia e glaucoma. Se estiver em tratamento de uma doença, basta manter o acompanhamento regular com seu médico oftalmologista e cumprir com o tratamento.

"O glaucoma é uma doença crônica silenciosa. Então, o tratamento com colírios conforme a prescrição do seu médico e realizar os exames periodicamente são de extrema importância para o acompanhamento da evolução da doença. Já a catarata é a maior causa de cegueira reversível do mundo. Quando diagnosticada corretamente, indicamos a cirurgia e os pacientes na maioria das vezes ficam muito satisfeitos e recuperando suas visões", explicou.

Qual é o impacto do uso de celular e aparelhos eletrônicos antes de dormir?

"O uso de aparelhos eletrônicos antes de dormir pode interferir na indução do sono devido a luz atrapalhar com a produção e liberação de melatonina. E, sim (prejudica a visão). Em pacientes com DMRI (Degeneração macular relacionada à idade) por aumentar a incidência de luz azul na retina", concluiu a Dra. Giovanna Celano.

Dados

A OMS projetou que metade da população mundial será míope até o ano de 2050. Além disso, no Brasil a expectativa passa de 6,6 milhões para 12,2 milhões no período 2020 - 2040.

Fora isso, pesquisa do IBOPE (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística) afirmou que 34% dos brasileiros nunca se consultaram com um oftalmologista. E que essa porcentagem sobe para 44% entre pessoas das classes D e E.

Sport Life
Compartilhar
Publicidade
Publicidade