PUBLICIDADE

Cor da estria revela tipo de problema da pele: veja quais são

De acordo com a especialista Thassia Piezzaroli, cada tom indica uma fase diferente no processo de formação

13 jun 2024 - 06h10
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
As estrias podem causar desconforto e insegurança. Aparecem devido à ruptura das fibras de colágeno e elastina da pele e, segundo a especialista Thassia Piezzaroli, são causadas por ganho ou perda de peso, mudanças hormonais ou predisposição genética. O inovador método Microderme, criado por ela, utiliza um sérum para promover a regeneração da pele sem pigmentação.
Foto: Shutterstock

Independente do gênero, as estrias podem causar desconforto e insegurança para muitas pessoas. As famosas linhas visíveis, que surgem quando há um estiramento rápido do tecido, afetam mulheres e também homens em diversas etapas da vida. Estas marcas são resultado da ruptura das fibras de colágeno e elastina da pele e, embora não representem um risco à saúde, têm impacto significativo na autoestima e bem-estar emocional.

De acordo com a cosmetóloga e esteticista Thassia Piezzaroli, o aparecimento das estrias pode ser multifatorial, sendo influenciado por ganho ou perda de peso, mudanças hormonais e predisposição genética. 

“As estrias podem surgir em diversas fases da vida, desde a adolescência tendo como causa a produção hormonal descontrolada, mas podem também estar relacionadas à musculação, onde ocorre um rápido aumento do volume muscular que a pele não consegue acompanhar ou surgir até mesmo em períodos de mudanças no corpo, como durante a gravidez”, explica.

A empreendedora criou o inovador método Microderme, que ao contrário dos tratamentos convencionais, utiliza um sérum especial que promove a regeneração da pele sem a necessidade de pigmentação, oferecendo resultados naturais e duradouros, sem riscos associados ao uso de pigmentos.

A especialista explica as diferentes fases na formação das estrias:

Estrias Vermelhas: Essas estrias geralmente são mais recentes e indicam um extravasamento de sangue no momento da formação da estria.

Estrias Roxas: São muito profundas, acontecem quando há um grande rompimento dérmico.

Estrias Brancas: Estas estrias podem ser antigas ou novas e indicam no momento da formação da estria não houve extravasamento de sangue.

Estrias Marrons: São manchas em cima da estria.

Método de tratamento

“O método Microderme tem se destacado como uma abordagem eficaz para tratar todos os tipos de estrias, independentemente de sua cor ou estágio de desenvolvimento. Utilizamos um dermógrafo, semelhante ao utilizado em tatuagens e micropigmentação, porém, ao invés de pigmento, é utilizado um sérum especial que é depositado na pele. Este método inovador não apenas melhora a aparência das estrias, mas também pode ser utilizado para tratar cicatrizes e manchas brancas, proporcionando resultados significativos e duradouros”, explica Thassia.

A cosmetóloga ressalta que cada organismo é único e que a quantidade de sessões necessárias pode variar de pessoa para pessoa.

“Alguns pacientes podem ver resultados significativos em apenas três sessões, enquanto outros podem precisar de mais tempo para alcançar o resultado desejado. A cicatrização ocorre rapidamente em muitos casos, com pacientes relatando melhora já após a primeira sessão”, enfatiza.

O método Microderme pode ser aplicado em qualquer parte do corpo, incluindo áreas com silicone, no entanto, não é recomendado durante a fase de amamentação. Além disso, é importante evitar a exposição ao sol após o procedimento para garantir resultados duradouros.

(*) HOMEWORK inspira transformação no mundo do trabalho, nos negócios, na sociedade. É criação da Compasso, agência de conteúdo e conexão.

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade