PUBLICIDADE

Chá verde pode dificultar a digestão de carboidratos

Consumo elevado da bebida pode interferir na absorção do amido, presente no pão, arroz e batata

30 jul 2015 13h11
| atualizado às 14h06
ver comentários
Publicidade

Um grupo de cientistas relacionou o consumo do famoso chá verde, conhecido por suas propriedades antioxidantes, com a dificuldade para digerir os carboidratos, conforme um estudo divulgado nesta quinta-feira (30) na Scientific Reports, uma publicação do grupo editorial Nature.

A pesquisa, de caráter preliminar e liderada pelo gastroenterologista Jaroslaw Walkowiak da Universidade de Ciências Médicas de Poznan, na Polônia, demonstrou que o consumo elevado desse chá pode interferir na absorção do amido, elemento presente no pão, no arroz e na batata, entre outros alimentos.

Os chás digestivos fornecem uma mistura de fitoquímicos que “tem como função melhorar a atividade do fígado e, assim, acelerar a detoxificação do álcool”, como informou a nutricionista Alessandra. Entre as opções estão o chá verde e o de hibisco
Os chás digestivos fornecem uma mistura de fitoquímicos que “tem como função melhorar a atividade do fígado e, assim, acelerar a detoxificação do álcool”, como informou a nutricionista Alessandra. Entre as opções estão o chá verde e o de hibisco
Foto: iStock

Siga Terra Estilo no Twitter

Walkowiak e sua equipe realizaram o estudo com 28 pessoas, com idades entre 19 e 28 anos, que deveriam permanecer em jejum por 12 horas. Depois desse tempo, os participantes consumiram uma porção de cereais, fonte de amido, e uma pastilha de chá verde ou de placebo, aleatoriamente.

Mediante o teste respiratório do hidrogênio expirado, os pesquisadores comprovaram que aqueles que tinham consumido a dose de chá apresentavam mais dificuldades na digestão e na absorção do amido do que aqueles que tinham tomado o placebo.

Walkowiak ressaltou que o alto consumo de chá verde feito pelos praticantes do estudo, equivalente a várias xícaras, não corresponde ao consumo padrão diário, e os efeitos potenciais do chá no organismo deveriam ser menores.

Segundo ele, é necessário realizar mais pesquisas para determinar o mecanismo pelo qual o chá verde incide na digestão e a importância clínica de seus elementos químicos.

 

EFE   
Publicidade
Publicidade