PUBLICIDADE

Benefícios do caldo de ossos

21 dez 2018 07h14
ver comentários
Publicidade

O caldo ósseo é um líquido que contém ossos e tecidos conjuntivos. Para fazer caldo de osso, as pessoas usam vaca, frango e até ossos de peixe. O seu consumo pode ser benéfico para as articulações e sistema digestivo, entre outras coisas. Os ossos e tecidos de muitos tipos de animais podem fazer um bom caldo de osso. Ele também contém outros nutrientes importantes, especialmente minerais, derivados desses tecidos. Isso pode torná-lo um suplemento dietético benéfico para muitas pessoas. A fervura dos ossos na água com um pouco de vinagre ajuda a liberar nutrientes da medula óssea dentro dos ossos, além de quebrar outros tecidos na água. O resultado é um caldo saboroso e nutritivo. Os próprios ossos são ricos em vitaminas e nutrientes, incluindo cálcio, magnésio e fósforo. Tecidos e ossos também contêm colágeno. Cozinhar o colágeno transforma-o em gelatina, que fornece ao corpo aminoácidos, que são os blocos de construção das proteínas.

Pode ser melhor incluir tipos diferentes de ossos e tecidos para a maior quantidade de nutrientes. A medula óssea é rica em nutrientes como ferro, vitaminas A e K, ácidos graxos, selênio, zinco e manganês. O caldo de osso pode fornecer traços desses nutrientes, e muitos afirmam que consumir é uma maneira fácil de absorver esses nutrientes de uma forma que é mais fácil de digerir. Adicionar outros ingredientes, como legumes ao caldo também pode acrescentar nutrientes adicionais. Uma revisão de 2017 que aparece na revista Sports Medicine sugere que estudos em laboratório e em animais mostram que a suplementação de gelatina aumenta a quantidade de colágeno nos tecidos. Isso pode ajudar a proteger as articulações de estresse desnecessário. Consumir caldo de osso pode ser uma boa maneira de adicionar gelatina à dieta, o que pode ajudar a proteger essas articulações.

Um estudo de 2016 no Nutrition Journal analisou os efeitos do colágeno tipo 2 em pessoas que apresentavam sintomas de osteoartrite nos joelhos. O colágeno veio do tecido conjuntivo das galinhas. Seus resultados mostram que o colágeno pode melhorar os sintomas da articulação do joelho, como dor, rigidez e pior função física, em pessoas com osteoartrite. Alguns aminoácidos presentes no caldo ósseo também podem ser úteis para a digestão. Um aminoácido chamado glutamina parece muito promissor. Ajuda em condições como intestino permeável, que irrita o revestimento mucoso nos intestinos e interfere na capacidade do corpo de digerir os alimentos. Os aminoácidos no caldo ósseo também podem promover um sono melhor em algumas pessoas. Um estudo de 2015 na revista Neuropsychopharmacology relata que o aminoácido glicina é uma opção terapêutica segura para melhorar o sono. Esse caldo também pode ajudar as pessoas a perder peso. É rico em proteínas, o que ajuda o corpo a se sentir mais cheio por mais tempo e suporta a restrição de calorias.

Referência

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5633631/

https://nutritionj.biomedcentral.com/articles/10.1186/s12937-016-0130-8

Estadão
Publicidade
Publicidade