PUBLICIDADE

Oração e Meditação, qual a diferença?

Descubra a diferença entre oração e meditação e como usar cada uma delas para que a sua luz brilhe, abençoada por uma Luz maior

14 dez 2020
16h08 atualizado em 19/3/2021 às 13h19
16h08 atualizado em 19/3/2021 às 13h19
Publicidade

Meditação e oração são duas coisas diferentes, mas que se ligam. Meditar é arrumar a casa, perceber uma tristeza que não cabe mais, organizar as suas energias no maior potencial. Já orar significa você conectar a sua melhor versão com o Infinito Divino, aquilo que chamamos de Deus, que vem e nos toca, permeia tudo o que existe e nos abençoa a cada instante.  

A ligação entre meditação e oração é muito bonita no ponto em que se tocam. Imagine que você convidou alguém muito importante para lhe visitar em sua casa. Antes dessa pessoa chegar, você vai querer deixar tudo limpo e arrumado para recebê-la. 

Oração e meditação são coisas diferentes, mas com uma ligação muito forte
Oração e meditação são coisas diferentes, mas com uma ligação muito forte
Foto: microgen / iStock

Meditar é justamente fazer essa limpeza para receber a visita do Divino. Através da sua respiração, você enche o peito de ar e solta devagar, desapegando das suas ideias pequenas, mesquinhas e agressivas. Você vai entrando no silêncio do seu ser, deixando de lado a sua ansiedade e os seus medos e, quando percebe, a sua energia está melhor. 

A oração é aquele convite que você envia lá para o alto: “Eu preciso de ajuda, de benção, de clareza e entendimento”. E esse divino vai se aproximando e você sente a presença. Mas, da mesma forma que, se sua casa estiver bagunçada, a visita chega e vai embora rápido, também é assim com a presença mais elevada. Se você se organizou, o divino vem e permanece. Você sente a benção e continua conectado, mesmo quando a meditação termina.

Oração e meditação, qual a diferença?:

 

Seja Zen com Sat Seja Zen com Sat
Publicidade