PUBLICIDADE

O frio pode causar ou aumentar dores articulares?

É verdade ou mentira que existe uma relação direta entre a baixa temperatura e as dores articulares?

18 jun 2021 15h26
ver comentários
Publicidade
Dores articulares: é verdade que elas aumentam com o frio?
Dores articulares: é verdade que elas aumentam com o frio?
Foto: Shutterstock / Sport Life

A estação mais fria do ano está chegando. Em 21 de junho o inverno chega ao hemisfério sul, fazendo as temperaturas caírem e, com isso, muitas pessoas sofrem com dores nas articulações e nos pés. Essas dores e alterações musculoesqueléticas sentidas durante os períodos de tempo frio sempre foram motivos de dúvida e discussão. Mas afinal, o frio piora realmente as dores articulares? A resposta é sim. 

Apesar de não termos dados comprovados e resposta única para essa questão, existem algumas teorias que tentam explicar por que sentimos mais dores no frio. Segundo o médico ortopedista Dr. Raul Carlos Barbosa, um dos principais causadores é a contração muscular. "Frente ao frio nosso organismo leva a contraturas musculares, que podem ocorrer de forma espasmódica (intensa), sendo por si só um causa importante de dores", explica o especialista em pé e tornozelo.

Outra alteração comum com a redução da temperatura é a vasoconstrição periférica, ou seja a contração dos músculos lisos das paredes dos vasos sanguíneos, que pode levar a uma piora do fluxo sanguíneo e por conseguinte levar a alterações periféricas, principalmente se o paciente já tiver alguma doença de base ou alteração prévia da perfusão sanguínea dos membros inferiores. 

Fatores de risco

A resposta dolorosa ao frio é ainda mais comum em indivíduos que possuem algum processo inflamatório crônico, como artrite, tendinites, etc. "No caso de pacientes que possuem alterações degenerativas em articulações, os espasmos em resposta ao frio levam à compressão/mobilização das articulações já doentes que também podem levar à dor. É importante ressaltar que, nesses pacientes, uma musculatura pode apresentar uma redução do tempo de resposta reduzindo seu efeito protetor sobre as articulações, também cursando com dor", explica Dr. Raul. 

Outro fator de risco que vale a pena ser mencionado é para pacientes que costumam praticar corridas e/ou caminhadas. Esse tipo de esporão costuma aparecer na sola do pés em função do acúmulo de cálcio, criando um pequeno osso no calcanhar. As baixas temperaturas podem intensificar o problema, por conta da vasoconstrição.

Portanto, a chegada de frentes frias como a que enfrentaremos no Brasil de junho a setembro, seria maléfica para quem trata de lesões ortopédicas. "A artrite, por exemplo, é uma das doenças que mais provoca dores com a mudança do tempo", esclarece o ortopedista, Dr. Henrique Mansur. 

Como evitar

Para prevenção das dores articulares causadas pelo inverno, medidas simples como manter os pés aquecidos, realizar aquecimentos para iniciar atividades físicas, evitar mudanças bruscas de treinamento e uma rotina de alongamentos podem prevenir piora dos quadros dolorosos e até o surgimento de novas lesões. "Em caso de dor persistente procure seu ortopedista pois existem medidas terapêuticas, medicações e suporte fisioterápico para ajudar no tratamento de possíveis quadros dolorosos", recomenda Dr. Raul. 

Em relação às dores nos pés, o Dr. Mansur aconselha a utilização de sapatos confortáveis para garantir o bem-estar dos membros durante a estação mais fria do ano. "Calçados adequados é o principal cuidado recomendado para manter a saúde dos pés, seja no inverno ou em qualquer outra estação do ano. Calçados que respeitem o formato do pé, que não tenham o salto muito alto, que não tenham o bico muito fino, é importante também ter um amortecimento e uma palmilha um pouco mais grossa", finaliza o médico ortopedista.

Sport Life
Publicidade
Publicidade