2 eventos ao vivo

Conheça o lado bom do colesterol e a importância para o organismo

Lipídio faz parte de membranas celulares e atua na produção de hormônios

8 ago 2019
07h29
atualizado às 10h51
  • separator
  • 0
  • comentários

No Dia Nacional de Combate ao Colesterol, nesta quinta-feira, 8, muitas pessoas podem já fazer associações negativas em relação ao colesterol, o vilão entre os índices de saúde. Mas essa gordura produzida no fígado exerce um papel importante no organismo e tem seu lado bonzinho.

A molécula faz parte das membranas celulares, dando estabilidade a elas, e é importante na produção de vários hormônios, como a testosterona, o estrógeno e a progesterona. Também contribui na síntese de cortisol e da vitamina D.

Osmar Monte, endocrinologista da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Regional São Paulo (SBEM-SP), diz que 70% do colesterol é produzido pelo corpo e os outros 30% são provenientes da ingestão de alimentos de origem animal — única fonte alimentar de colesterol. Porém, a capacidade do organismo de absorvê-lo é limitada a 300 miligramas por dia em um adulto. Se ingerirmos mais do que isso, o restante será eliminado.

Colesterol bom e ruim

O LDL (sigla em inglês para lipoproteína de baixa densidade) é uma proteína que se une ao colesterol para levá-lo às células. É considerado ruim justamente por essa função, porque se houver aumento de sua taxa, mais colesterol (gordura) será encaminhado. "Se deposita nos vasos sanguíneos, dá origem a placas que podem até entupir o vaso", diz o endocrinologista.

Para equilibrar o processo, o HDL (lipoproteína de alta densidade) tem o papel de retirar o colesterol das células e levá-lo de volta ao fígado para depois ser eliminado. Quando essa proteína está em níveis baixos, consequência de fator genético, há risco aumentado de doença cardiovascular, segundo Monte. Assim, é preciso haver equilíbrio nas taxas de ambas as proteínas.

Para um adulto, o valor normal total de colesterol deve ficar abaixo de 200mg/dl (miligrama por decilitro) e, em crianças, abaixo de 170mg/dl. Porém, quando a taxa total está muito abaixo do esperado, em torno de 30mg/dl a 40mg/dl, aumenta-se o risco de lesão nas membranas celulares, que necessitam do colesterol. O especialista da SBEM-SP fala que tal comprometimento leva a chances de desenvolver câncer.

Causas do aumento do colesterol

Monte explica que a principal causa para o colesterol aumentado no organismo é genética. A chamada hipercolesterolemia é condição frequente na população. Entre 300 e 500 nascimentos, uma pessoa é afetada pela alteração genética que faz o fígado retirar menos colesterol da circulação. "Isso aumenta o colesterol ruim (LDL) e pode aparecer na criança ou fase adulta", diz o médico.

Mas como 30% do colesterol presente no organismo vêm dos alimentos, prestar atenção ao que se come é fundamental. O especialista diz que a gordura trans, encontrada em produtos industrializados, "aumenta muito" o nível de colesterol no sangue. Outras condições também contribuem significativamente para esse aumento: obesidade, sedentarismo, tabagismo e consumo excessivo de álcool.

Ajuda para uma vida saudável

Agora que você já sabe que o colesterol é bom para o organismo, pode começar a implementar ou intensificar os hábitos saudáveis que resultarão em bons níveis dessa gordura. Monte afirma que atividades físicas aumentam o valor do HDL, que é bom, e recomenda uma dieta rica em gordura insaturada, de origem vegetal (azeite de oliva e de canola) e com fibras vegetais para baixar o colesterol total.

"A fibra tem capacidade de grudar no colesterol presente no intestino e diminuir sua absorção. Uma dieta bem feita com essas características consegue baixar de 10% a 15% a taxa do colesterol total", diz o endocrinologista.

Para quem precisa de ajuda com os hábitos alimentares e, principalmente, para lidar com a obesidade, o Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim (Cejam) possui grupos de apoio em 21 Unidades Básicas de Saúde (UBS) de São Paulo geridas pela organização. Qualquer pessoa pode participar, desde crianças até pessoas da maioridade ativa.

Uma vez que a obesidade é uma doença crônica e fator de risco para complicações mais graves, incluindo a alta do colesterol, é essencial tratá-la. "Às vezes a pessoa tem excesso de peso, mas se diz saudável [exames laboratoriais com bons resultados]. Isso não existe. Excesso de peso tem alterações metabólicas que, no longo prazo, traz consequências de outras doenças crônicas", diz Paula Garcia, nutricionista do Núcleo de Apoio à Saúde da Família do Cejam.

Ela explica que os grupos são multidisciplinares, ou seja, são compostos por profissionais de diferentes áreas: nutricionistas, educadores físicos, psicólogos e terapeuptas, por exemplo. O trabalho com as pessoas foca na prevenção e recuperação da obesidade, abordando e estimulando o tratamento de diabete, hipertensão e alta do colesterol.

Paula afirma que esse último fator não recebe muita atenção dos pacientes. "Eles estão mais preocupados com hipertensão e diabete, e como colesterol alto não causa dor, eles deixam de lado. Mas com argumento e conversa, falamos da essencialidade disso", diz.

Uma das vantagens dos grupos de apoio é a possibilidade de a pessoa tirar todas as dúvidas e ser incentivada a mudar de hábitos. Diferente de uma consulta padrão, que dura no máximo 15 minutos e demora mais de um mês para ser agendada, os encontros semanais se estendem por uma hora ou mais. "Conseguimos conversar, dar atenção primária em relação à obesidade, saber a causa por trás disso, que pode ser física ou emocional", afirma a nutricionista.

As UBS têm grupos de apoio abertos e alguns fechados, dependendo da necessidade. Qualquer pessoa pode participar, até mesmo quem não é frequentador da unidade ou é de outro Estado, basta ter o cartão do Sistema Único de Saúde.

Confira abaixo as unidades em que ocorrem os grupos de obesidade e alimentação saudável do Núcleo de Apoio à Saúde da Família do Cejam:

UBS Parque do Engenho

UBS Jardim Magdalena

UBS Jardim São Bento

UBS Jardim Germânia

UBS Jardim Valquíria

UBS Jardim Eledy

UBS Jardim Comercial

UBS Jardim Macedônia

UBS Jardim Comercial

UBS Jardim Lídia

UBS Jardim Maracá

UBS Alto do Rivieira

UBS Cidade Ipava

UBS Jardim Coimbra

UBS Jardim Nakamura

UBS Herculano

UBS Paranapanema

UBS Vera Cruz

UBS Horizonte Azul

UBS Jardim Capela

UBS Vila Calú

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade