PUBLICIDADE

Alimentos para ganhar massa muscular: conheça as melhores opções

Nutricionista indica como deve ser a base dietética das pessoas que buscam hipertrofia

13 out 2021 12h29
| atualizado em 22/10/2021 às 13h35
ver comentários
Publicidade
Alimentos para ganhar massa muscular
Alimentos para ganhar massa muscular
Foto: Shutterstock / Sport Life

Quais são os alimentos para ganhar massa muscular mais rápido? Essa pergunta costuma ocupar a mente das pessoas que começam a frequentar uma academia ou praticar algum tipo de atividade física. Treinar forte, realizar séries até a falha e ter um descanso adequado, são alguns dos pilares para a construção de músculos fortes. Afinal, é a musculação que dá o estímulo necessário para a hipertrofia e o sono que regenera e fortalece os tecidos do corpo.

No entanto, pouco adianta fazer tudo isso corretamente e não se preocupar com a dieta. Mas, afinal, existem mesmo alimentos para ganhar massa muscular? De acordo com o nutricionista Raphael Campanholi, membro da comissão científica da Associação Brasileira de Nutrição Esportiva, existem dois princípios alimentares básicos para que a hipertrofia ocorra: ingestão calórica adequada e consumo proteico correto.

Aumento do consumo calórico

"Do ponto de vista calórico, o quadro mais favorável para a hipertrofia muscular esquelética é o chamado balanço positivo. Que significa consumir mais calorias do que o corpo demanda ao longo do dia para o seu adequado funcionamento. Este balanço positivo contribuirá para fornecer energia para que mais massa muscular seja produzida", afirma o especialista.

Ou seja, ao contrário de dietas que buscam o emagrecimento, para ganhar massa muscular é necessário comer mais do que o organismo precisa. Porém, elevar o consumo calórico com alimentos industrializados, processados e de baixa qualidade, pode ser um erro. Por isso, é fundamental consultar um nutricionista para que ele consiga traçar a melhor estratégia possível, de forma personalizada. "O aumento da ingestão calórica poderá ser atingido a partir dos mais variados alimentos, seja ele fonte de carboidrato, lipídios ou proteínas", completa Campanholi.

Proteínas são fundamentais

Porém, conforme o especialista indicou, além do superávit calórico, ainda é necessário ajustar o consumo de proteínas na dieta. "Uma adequada ingestão proteica também é recomendada, uma vez que a proteína funcionará como um bloco construtor para a produção de massa muscular. A síntese de proteínas musculares é dependente do adequado aporte de proteínas dietéticas", explica.

A partir do princípio de incluir boas fontes de proteína na dieta, Campanholi listou, em três opções diferentes, os principais alimentos para o ganho de massa muscular. Confira:

Onívoros

Carne, frango e peixe.

Vegetarianos

Ovos e lácteos.

Veganos

Feijão, lentilha, grão de bico, soja e ervilha.

Suplementação é importante para o ganho de massa muscular

Ocasionalmente, pode ser difícil consumir a quantidade correta de proteínas que o seu nutricionista indicou para o ganho de massa muscular. Nessas horas, uma boa solução é apostar em suplementos alimentares, como o whey protein, por exemplo. Bebida prática, rápida e rica em proteínas. Algo que ajudará a otimizar o tempo e evitar refeições fora do plano estabelecido.

Porém, existe outro composto importante para auxiliar no ganho de massa muscular. Trata-se da creatina monohidratada. "Este suplemento atuará, principalmente, como uma fonte rápida de energia dentro do músculo. Ideal para ser usada em exercícios de alta intensidade e curta duração sustentada, como a musculação. Ocasionando o aumento de força, que poderá melhorar a qualidade do treino e favorecer ainda mais o ganho de massa muscular", conta Campanholi.

O especialista ainda ressalta a importância de procurar ajuda especializada de um nutricionista. Apenas um profissional saberá construir um plano alimentar personalizado e que atenda todas as variáveis para o ganho de massa muscular.

Sport Life
Publicidade
Publicidade