PUBLICIDADE

Atividade física para combater o burnout: personal sugere treino

Estudos mostram relação direta entre a prática de exercícios e a diminuição da percepção de estresse no trabalho

1 abr 2024 - 15h51
Compartilhar
Exibir comentários

O burnout é um problema que tem acometido tantas pessoas que foi reconhecido pela Organização Mundial da Saúde como doença ocupacional em 2022. Caracterizado pelo esgotamento mental, ele tem como um de seus principais sintomas a desmotivação para a realização de tarefas dentro e fora do ambiente de trabalho.

Entenda como os exercícios físicos podem ajudar a evitar o burnout
Entenda como os exercícios físicos podem ajudar a evitar o burnout
Foto: pch.vector/Freepik / Boa Forma

Assim, a busca por formas de não apenas combatê-lo, mas também preveni-lo, tem aumentado cada vez mais, levando a algumas alternativas eficazes, como adotar uma rotina de atividade física.

A prova disso é que estudos voltados a investigar os benefícios dos exercícios na prevenção e no combate do burnout em profissões de alto nível de estresse - como polícia militar, polícia civil e enfermagem, por exemplo - identificaram uma relação direta entre o volume de atividade física realizada e o nível de percepção de estresse dos profissionais.

"Essa relação tende-se a justificar fisiologicamente pelo fato de que, durante a prática de atividade física, há uma elevação da liberação de ocitocina e endorfinas, que inferem no estado de humor do indivíduo e podem atuar na alteração da reatividade ao estresse diminuindo o estado de apatia ou angústia", apontou o pesquisador Juan Carlos Freire em sua tese intitulada "Associação da atividade física com o estresse ocupacional e a síndrome de burnout em profissionais de segurança pública".

Como o treino ajuda no burnout

Diante da conclusão do pesquisador, não há como negar que o exercício físico tem se mostrado uma arma eficaz para prevenir e combater o burnout. Mas, afinal, como se exercitar com consistência se a doença joga contra a motivação para a prática? De acordo com o treinador da Smart Fit Bruno Silva, o desafio não é simples, mas profissionais da área da saúde e do esporte já estão encontrando respostas.

Ele explica que a melhor forma de combater o desânimo causado pelo quadro é atrelar a atividade física a situações divertidas, como praticando os exercícios e as modalidades que mais gosta, se juntando a amigos e colegas em práticas coletivas e buscando ambientes agradáveis.

"O papel do professor nesse processo é de extrema importância. Primeiro no quesito de seleção e montagem do treino. É preciso conhecer o aluno, utilizando, por exemplo, de estratégias como a realização de um questionário chamado de anamnese. Também é nossa função o acompanhamento e a compilação de resultados para garantir estímulos positivos e motivacionais", conclui.

Treino para evitar o burnout

Quer ficar mais longe do burnout se exercitando? Confira abaixo e no vídeo a dica de treino de Bruno Silva:

  • Agachamento - 3x15 repetições - 1 minuto de pausa
  • Flexão de braço - 3x15 repetições - 1 minuto de pausa
  • Polichinelo - 3x15 repetições - 1 minuto de pausa
  • Abdominal remador - 3x15 repetições - 1 minuto de pausa
  • Agachamento + desenvolvimento - 3x15 repetições - 1 minuto de pausa
  • Skipping baixo - 3x20 segundos - 1 minuto de pausa
Boa Forma
Compartilhar
Publicidade
Publicidade