PUBLICIDADE

Saúde mental no trabalho: afastamentos aumentaram em 2023; como se cuidar melhor?

Considerado um dos países mais estressados e ansiosos do mundo, o Brasil também tem desafios relacionados ao bem-estar de profissionais

26 fev 2024 - 05h00
(atualizado em 29/2/2024 às 16h20)
Compartilhar
Exibir comentários

Saúde mental já é um tema central na rotina dos brasileiros, pois equilibrar a vida pessoal com a profissional não é algo simples. Para muitos, aliás, otimizar as 168h semanais é uma necessidade, porém nem sempre é possível usá-las da forma que se deseja, já que 23% delas – ou até mais – são dedicadas exclusivamente ao trabalho. Assim garantir o bem-estar no ambiente corporativo é indispensável.  

Em 2023, afastamentos do trabalho por conta de transtornos mentais cresceu 38% no Brasil
Em 2023, afastamentos do trabalho por conta de transtornos mentais cresceu 38% no Brasil
Foto: Liubomir / Adobe Stock

Os três pilares do bem-estar 

Muito além da ausência de doenças, bem-estar é um estado de harmonia e equilíbrio mental, emocional e físico, por isso, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), para alcançá-lo três pilares são fundamentais: 

Saúde física 

Relacionada à capacidade de realizar tarefas com eficiência e que requer alimentação saudável, exercícios físicos, entre outros. 

Saúde mental 

Requer lidar consigo mesmo, com os outros e com o ambiente ao redor, ou seja, equilíbrio emocional, psicológico e social ligados à condição física, e vice-versa. 

Saúde social 

Para alguns uma surpresa, contudo, refere-se à capacidade de se relacionar de forma saudável com amigos, familiares e membros da comunidade. Como seres sociais, que aprendem uns com os outros, humanos dependem da interação não simplesmente para o próprio desenvolvimento intelectual e emocional, como para o avanço da sociedade e, claro, como um elemento para a boa saúde geral. 

Por que é preciso falar sobre saúde mental no trabalho?  

Várias razões justificam abordar saúde mental, pois além de ser um desejo comum entre as pessoas, impacta diretamente a sociedade. Apesar da crescente necessidade de diálogos, a desinformação sobre o assunto colabora para a perpetuação de estimas: hoje, falar sobre saúde mental é alertar sobre ações essenciais de prevenção. 

No ano de 2023, o Brasil ocupava a segunda posição no ranking de países que mais sofriam com Burnout, enfermidade que, em 2022, passou a integrar a lista de doenças ocupacionais: levantamento da Associação Nacional de Medicina do Trabalho (Anamt) já chegou a apontar que cerca de 30% dos trabalhadores brasileiros sofrem da síndrome. 

Ainda no ano de 2023, dados do Ministério da Previdência Social indicaram que os afastamentos do trabalho em decorrência dos transtornos associados à saúde mental aumentaram 38%, um cenário preocupante. E ao voltar no tempo, outro estudo, dessa vez da USP, chegou a informar que 1 a cada 4 brasileiros sofria de Burnout.  

Como cuidar do bem-estar mental 

Tanto a vida profissional como o espectro pessoal precisam estar bem delimitados, contudo, é impossível desconectá-los, afinal, um está diretamente ligada ao outro. Para garantir o equilíbrio e a manutenção da saúde geral é crucial adotar boas práticas. 

Saúde mental na vida pessoal 

  • Faça exercícios físicos regularmente: eles são uma maneira eficaz de reduzir o estresse e melhorar o humor, já que a prática libera hormônios do bem-estar. 
  • A vida social importa: encontrar os amigos ou estar com a família, cultivar conexões é primordial. Dedique um tempo para compartilhar experiências, oferecer e receber suporte emocional. 
  • Tenha limites digitais: os universos físico e digital são uma realidade, contudo, é necessário traçar limites. Conecte-se com as pessoas fisicamente e aproveite para se cuidar: o cérebro recebe inúmeros estímulos ao longo do dia, faz-se necessário não o sobrecarregar. 
  • Tenha um tempo para si: seja para relaxar, assistir um filme ou aproveitar um momento só seu, crie o hábito de separar um espaço e um tempo para você. 
  • Ajuda profissional: a terapia já é encarada hoje não apenas como um forma de tratamento, mas também de prevenção. A ajuda de especialistas em saúde emocional e psicológia é fundamental para uma vida plena e com autoconhecimento.

Como aplicar inteligência emocional no trabalho? Psicóloga explica.

Saúde mental na vida profissional 

  • Saiba dizer não: estar disponível todos os instantes do dia é impossível, por isso, saiba dizer não e proteja a sua capacidade de produção e, claro, seu bem-estar. 
  • Pausas inteligentes: alguns profissionais aplicam técnicas de produtividade e atenção, como a pomodoro, o fato é que contar com pausas regulares não apenas é importante para reduzir a fadiga mental como pode elevar o foco. 
  • Comunicação aberta: esteja em contato com colegas e superiores, os feedbacks são cada vez mais encarados nas empresas como formas de ouvir a equipe e promover um ambiente de trabalho saudável. 
  • Cuide-se recorrentemente: profissionais buscam técnicas de relaxamento, como a meditação, enquanto outros recorrem às terapias. Cuidar da saúde da mente não precisa ser um tabu, é uma ação preventiva. 

Como as empresas podem participar 

Os colaboradores são, sem dúvidas, o principal ativo de uma empresa, assim, estudar formas para cuidar deles está além de atrair e reter talentos, diz respeito a oferecer algo que já é pré-requisito dos profissionais na hora de escolher oportunidades: equilíbrio e qualidade de vida. Hoje, empresas já trazem: 

  • Programas de bem-estar e saúde mental: implementar e fomentar programas para cuidar das pessoas e da saúde mental delas tem sido comum nas empresas. 
  • Cultura de feedback: entre colegas, superiores e subordinados, construir um relacionamento baseado na educação e confiança é fator crucial. Hoje, empresas também aproveitam janelas do ano para coletar percepções dos funcionários sobre ela e, desse modo, evoluir pontos necessários. 
  • Treinamentos para liderança: capacitar líderes e gestores sobre a importância da saúde mental já é uma realidade no mundo corporativo, não somente para reconhecer sinais de estresse e ansiedade no time, como para prepará-los para conversas e promover uma cultura que valorize o bem-estar e o equilíbrio. 
  • Ambiente e flexibilidade: a boa sinergia, o respeito e a boa comunicação são elementos que fazem de um time altamente qualificado. Assim como é preciso confiança na equipe, a equipe deve ser promotora e fomentar um ambiente saudável. 

Atma: meditação e bem-estar

ATMA Seu app de meditação
Compartilhar
Publicidade
Publicidade