1 evento ao vivo

Mulheres preferem traição sexual a emocional, diz estudo

Apenas um terço dos homens acredita que o laço emocional de uma traição dói mais do que um simples caso

12 mar 2014
07h36
atualizado às 07h36
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>Quatro quintos delas disseram que sentiriam mais ciúmes do parceiro caso ele se apaixonasse por alguém do que se tentasse novas posições sexuais com outra mulher</p>
Quatro quintos delas disseram que sentiriam mais ciúmes do parceiro caso ele se apaixonasse por alguém do que se tentasse novas posições sexuais com outra mulher
Foto: Getty Images

Mulheres preferem que seus parceiros tenham um caso do que estabeleçam um vínculo emocional com outra mulher, diz uma nova pesquisa divulgada pelo site do jornal britânico Daily Mail. 

Um estudo recente mostrou que dois terços das mulheres acham o apego emocional mais dolorido do que o sexo extraconjugal.

Já para os para os homens o quadro é um pouco diferente: apenas um terço acredita que o laço emocional com outro homem dói mais do que um simples caso.

Quatro quintos delas disseram que sentiriam mais ciúmes do parceiro caso ele se apaixonasse por alguém do que se tentasse novas posições sexuais com outra mulher. Enquanto isso, metade dos homens disse que a simples ideia de ver sua parceira na cama com outro alguém representa uma enorme chateação.

O estudo americano questionou 477 adultos sobre diferentes cenários de infidelidade emocional e sexual, para identificar o que seria mais dolorido. De um modo geral, as mulheres acham que as transgressões emocionais de seus parceiros são mais difíceis de lidar do que uma traição física. O oposto acontece com o homens, que se sentem mais prejudicados diante de traições sexuais.

Quando amor e infidelidade correm juntos, o cenário pareceu uma grande traição para os homens, mais do que para as mulheres.

Um terço das participantes do sexo feminino disse que ficaria magoada se o seu parceiro se mostrasse interessado sexualmente em uma ex-namorada, mais do que se eles se envolvessem emocionalmente com uma antiga paixão.

Novamente, o oposto se mostrou verdade para os homens, com a maioria se sentindo mais machucada diante de qualquer interesse sexual por parte da parceira. Os pesquisadores questionaram os participantes sobre estilo de vida, o quão emocionalmente próximos estavam de seus parceiros e histórico sexual.

Gary Brase, autor do estudo, acredita que o comportamento dos homens tem a ver com a dúvida sobre a paternidade. “Os homens nunca podem ter absoluta certeza de que seus filhos carregam seus genes”, pontuou. “Esta perspectiva pode fazer os homens mais sensíveis à infidelidade sexual por parte de sua companheira.”  

Já as mulheres, por outro lado, enfrentam um problema potencial diferente, que é o de assegurar o investimento paternal contínuo. “Esta possibilidade deve fazer as mulheres mais sensíveis à infidelidade emocional de seu companheiro”, conclui o especialista.

&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;lt;a data-cke-saved-href=&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot;http://vidaeestilo.terra.com.br/infograficos/mulher/homens_x_mulheres/&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot; href=&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot;http://vidaeestilo.terra.com.br/infograficos/mulher/homens_x_mulheres/&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot;&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;gt;Homens X Mulheres&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;lt;/a&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;gt;

Veja também:

Venezuela: os trabalhadores da saúde com salários de US$ 4 por mês e sem equipamentos de proteção
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade