PUBLICIDADE

Ceia de natal em casa? Saiba se organizar sem estresse

Ter em mãos a lista de convidados confirmados e organizar com antecedência são itens fundamentais

12 dez 2014 17h04
| atualizado às 17h06
ver comentários
Publicidade

O Natal se aproxima e já está em pânico porque servirá a ceia na sua casa? Não sabe nem por onde começar com os preparativos? Calma! Se tudo for organizado com antecedência e seguindo algumas dicas básicas, é possível se sair bem e passar uma noite para lá de agradável. O Terra reuniu os principais cuidados, listados por personal organizers:

Siga Terra Estilo no Twitter

Convidados

Primeiro, faça um convite formal para o evento, porque é importante ter a confirmação de quem vai. Assim, pode organizar de maneira adequada o cardápio, o tipo de serviço, a quantidade de louças, como lembrou a personal organizer Ana Paula Vanzan, sócia da Espaço Ordenado. Quanto mais antecedência, menos imprevistos, alertou a personal organizer Sheine Donario.

Organização

Em um ceia formal, mesa e cadeira para todos é essencial, como disse Sheine, sendo que as crianças podem ter uma mesa só para elas, inclusive com um cardápio diferenciado. No jantar informal, caso o número de convidados seja grande, faça duas mesas de ceia para que todos possam se servir ou uma mesa central com circulação de todos os lados. “Faça mesas separadas de entrada, ceia de salgados e das sobremesas. Vale deixar uma mesa ou aparador com pratos, talheres, copos e guardanapos”, disse a profissional. Quanto à escolha de talheres e pratos, deve-se usar os melhores jogos de inox ou prata, segundo Ana Paula. “Evite a informalidade dos descartáveis. Sabemos que é mais prático, mas é muito ruim saborear uma ceia de Natal com acessórios frágeis”, opinou.

Mesa

Se não tiver mesas para todos, aposte em aparadores para copos e para servirem de apoio durante a ceia ou em bandejas de colo, recomendou Sheine. “Leve carnes e outros itens já previamente cortados para a mesa da ceia, facilitando para os convidados se servirem”, completou. “Escolha pratos que possam ser comidos apenas com o uso de um talher, como uma massa ou risoto, para que a pessoa fique com uma das mãos livre para segurar o prato”, indicou Ana Paula. Lembre-se de que deve ter cadeiras para todos os convidados, como informou Sheine.

 

Bebidas

Para saber a quantidade de bebidas que deve comprar, a personal organizer Sheine recomenda ter em mãos a lista de convidados confirmados. “Uma garrafa de vinho serve seis pessoas; uma de cerveja, duas; uma de espumante, três; uma de uísque, 15 pessoas”, disse a profissional. É importante também ter refrigerante (500 ml por pessoa) e água (250 ml por pessoa). Mas se sua família ou seus convidados gostarem mais de uma ou outra bebida, tenha garrafas extras. Ana Paula recomenda comprar sacos de gelo e colocar no cooler, onde as bebidas devem ficar dispostas. “Assim, a geladeira fica só para armazenar a comida e a sobremesa”, ensinou.

 

Comidas

Monte um cardápio equilibrado. “Aposte em entradas leves, não exagere nas carnes gordurosas e conte com sobremesas que agradem a todos, tendo sempre a opção de frutas, fartas nessa época, para aqueles que não comem doces”, lembrou Ana Paula. A ceia deve ser farta e normalmente todos querem experimentar um pouco de tudo. Tenha em mente que alguns convidados podem faltar, mas outros podem chegar de última hora. Esteja prevenido, mas não se esqueça de evitar o desperdício. Por pessoa, Sheine recomenda três colheres (sopa) de patês, três colheres (sopa) de farofa e três colheres (sopa) de salada de maionese. “Uma tigela grande de salada verde serve 15 pessoas e um copo americano de arroz, cinco. Separe 200 g por pessoa de cada tipo de carne. Por exemplo, um peru de 4 kg servirá 20 pessoas, assim como pernil, chester, tender." No caso das tentações doces, a personal organizer Sheine indica 200 g por pessoa. Panetone não pode faltar.

 

Preparo

Organizar-se para não errar no tempo de preparo de cada prato natalino é fundamental. “Algumas carnes ou peixes podem e devem ser assados de véspera e serem aquecidos e fatiados na hora de servir, porque ficam com mais sabor e pegam melhor o tempero, como é o caso do pernil e até do bacalhau. O tender tem um tempo de preparo curto e também pode ser servido frio”, disse Ana Paula.

Como se costuma servir muitos tipos de carne e provavelmente não há forno para tudo isso em sua casa, a dica da Sheine é procurar uma padaria ou rotisserie que asse as iguarias. “Se assar em algum lugar ou em casa mesmo, lembre-se de deixar para dar aquela douradinha um pouco antes de servir”, recomendou.

Asse antecipadamente as carnes na noite anterior e pela manhã. “Um pernil dianteiro de 7 kg irá demorar sete horas no forno, por exemplo. Coloque na virada do dia 23 e ele passará a noite assando em forno médio”, disse Sheine.

Quando for apenas esquentar, comece pelas peças maiores. “Elas ficarão quentes por mais tempo e servirão mais pessoas quando colocadas à mesa. E mesmo para esquentar uma peça grande demora, então pode começar e esquentá-las por volta das 19h30 para uma ceia servida entre 21h e 21h30”, comentou Sheine.

 

Mesa

A personal organizer Ana Paula indica montar a mesa com cerca de cinco horas de antecedência. “Assim, haverá tempo de cuidar da finalização dos pratos e de se aprontar para a ceia sem correria. Já deixe toda a louça, talheres e copos limpos e separados de véspera. Toalhas, centros de mesa e apoios também. Separe forros impermeáveis para colocar sob as toalhas”, disse. Procure caprichar na harmonia das cores, nos pequenos detalhes (como dobras de guardanapos ou prendedores de guardanapos), sousplats, composição de taças, itens natalinos e disposição dos talheres. Mas não passe da dose na decoração: menos é mais! “Quando seus convidados chegam, sua mesa deve estar pronta decorada, apenas faltando a finalização com os alimentos e esses só vão pra mesa no horário que você definir para ser a ceia”, comentou Sheine.

 

Horário da ceia

A ceia deve ser servida à meia-noite? Isso depende muito de cada família, mas comer muito tarde pode ser indigesto. “Geralmente os grupos são compostos por idosos e crianças, e, com isso, a opção de servir antes é a mais indicada”, disse a personal organizer Ana Paula, que recomenda começar às 21h. “Assim, à meia-noite os idosos não estarão impacientes e as crianças estarão alerta para a espera do Papai-Noel”, completou.

 

Música

No quesito música, não precisa ser necessariamente com o tema Natal. “Sempre temos alguém na família que está mais ligado às músicas do momento e que possa fazer uma seleção eclética que agrade a todos. Mas é preciso considerar que, ao menos para o Natal, sendo uma data de celebração religiosa, se evite excessos em relação ao volume, respeitando vizinhos e seus momentos de orações”, comentou a personal organizer Ana Paula.

 

Crianças

Crianças são inquietas e permanecem pouco tempo numa mesma atividade. O que fazer parar entretê-las? “O amigo-oculto é uma brincadeira que irá entretê-los, além de eles serem presenteados. O karaokê costuma agradar crianças e adultos”, lembrou Ana Paula.

Outra sugestão é contratar um Papai-Noel ou pedir que um dos parentes se fantasie para distribuir presentes para a garotada. “Coloque uma boa música de Natal bem baixinha, prepare uma pequena história de Natal para ser contada e deixe apenas uma luz fraca para a entrega dos presentes. Sempre tenha dois ou três presentes infantis a mais, caso uma criança chegue de última hora”, recomendou Sheine.

 

Presente

É delicado da parte do anfitrião presentear os convidados. Não precisa ser nada caro, apenas uma lembrança, como um cupcake com temática de Natal, como lembrou Sheine. “Sempre tenha dois ou três presentes de reserva para algum convidado não-programado”, alertou.

Ana Paula recomenda levar algum presente ao anfitrião. “Deve ser preferencialmente natalino, mas também pode ser uma bebida, como vinho, uísque e licor.”

Tipos de queijoTipos de queijo

Fonte: Ponto a Ponto Ideias Ponto a Ponto Ideias
Publicidade
Publicidade