0

Top vai da criação de porcos à passarela da Dolce & Gabbana

9 dez 2020
15h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A mineira Natália Machado, 23 anos, sonhava com as passarelas desde criança, quando levava uma vida tipicamente camponesa, mas sempre que possível colocava o salto de sua mãe e se imaginava na passarela. Nascida e criada na fazenda, seguiu por anos uma rotina que começava cedo, cuidando de porcos, galinhas e vacas, capinando a terra e cultivando hortaliças e legumes. Mesmo sem internet e telefone na casa rural, em Abadia dos Dourados, cidade de 7 mil habitantes no triângulo mineiro, o que parecia impossível aconteceu.

Natália Machado (Foto: Divulgação/Way Model)
Natália Machado (Foto: Divulgação/Way Model)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

Prova de quem batalha por um sonho, Natália coleciona importantes trabalhos. Já desfilou na semana de moda de Milão, para a poderosa grife italiana Dolce & Gabbana, posou para campanhas de grifes como Água de Coco, Schutz, Colcci e Pantene, e tornou-se modelo requisitada no Brasil, desfilando para grifes como Ellus, Osklen, Animale e Reinaldo Lourenço.

Natália Machado no desfile da Dolce & Gabbana (Foto: Divulgação/Way Model)
Natália Machado no desfile da Dolce & Gabbana (Foto: Divulgação/Way Model)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

Cidade grande

"Muitos falavam que eu deveria ser modelo, mas a vida era simples e eu morava afastada. Subia num morro pra poder telefonar! Não tinha Internet, nem redes sociais. O acesso à informação era difícil e eu não sabia como poderia ir em busca", diz. Quando terminou o segundo grau, mudou-se para Uberlândia e se inscreveu em um cursinho pré-vestibular. "O sonho de trabalhar como modelo ainda falava alto dentro de mim", relembraa modelo.

"Comecei a me informar, seguir as agências, e foi então que, em 2016, a WAY Model me viu. Logo recebi um convite para fazer uma avaliação com eles, em São Paulo, então resolvi tentar. Era meu sonho, queria ver se algo acontecia. Tive a ajuda de pessoas muito especiais nesse caminho, como uma família de minha cidade, chamados Diniz, a quem sou muito grata. Viajei para São Paulo, e deu certo, fui aprovada pela WAY, me acolheram e foi assim que tudo começou", relembra. A WAY Model, de Anderson Baumgartner, é responsável pela carreira de tops como Sasha Meneghel, Carol Trentini e Alessandra Ambrosio.

Natália Machado (Foto: Divulgação/Way Model)
Natália Machado (Foto: Divulgação/Way Model)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

"Sempre vou carregar comigo as raízes da fazenda, o respeito à natureza, o pé na terra. Sempre que volto 'pro mato', recarrego as energias. Me conecto com o calmo, com o natural e o orgânico", afirma a modelo, que tem em seu currículo trabalhos também para a Vogue, Harper's Bazaar, L'Officiel, Marie Claire e Glamour.

Na roça

Natália Machado (Foto: Acervo pessoal)
Natália Machado (Foto: Acervo pessoal)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

Junto com a família, Natália produzia os alimentos para consumo da família e para pequena venda local: "Desde sempre, cultivamos o que vamos comer. Eu capinava, plantava e colhia alface, tomate, mandioca, arroz….tudo o que a terra dá! Pescava, fazia queijo - coalhando o leite que tirávamos das vacas, fazendo todo o processo que aprendi com meus pais", relembra.

Natalia Machado (Foto: Acervo pessoal)
Natalia Machado (Foto: Acervo pessoal)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

O dia da agora modelo começava em torno de 4h30 da manhã, para tirar o leite das vacas. "O trabalho era pesado, mas pra mim, era habitual. Eu faria o que fosse necessário para poder ajudar em casa. Depois, ia para escola, onde passava o resto da manhã, e à tarde voltava a ajudar nos afazeres da fazenda", diz a modelo, recordando os 20km de estrada de terra que separavam a casa da escola.

Veja também:

Mais bem-vestida de 2020: veja as 5 mais votadas do ano
Elas no Tapete Vermelho
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade