0

De 'Pose' a 'Suits', com Meghan: veja e reveja 8 séries fashion

14 mai 2020
09h01
atualizado às 15h25
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Em tempos de pandemia e a necessidade de ficar em casa, para não correr perigo de contrair a Covid-19, que pode matar, um dos hobbies em alta é ver séries nas plataformas online, como Netflix, Now e Amazon Prime.

Pose (Foto: Reprodução/IMDB))
Pose (Foto: Reprodução/IMDB))
Foto: Elas no Tapete Vermelho

O "Elas no Tapete Vermelho" perguntou para especialistas de moda, assessores da área e estilistas quais séries recomendariam para assistir durante a quarentena. A redação do "Elas" também selecionou algumas. Ao todo são 8 opções para você curtir figurinos atuais e históricos e esquecer um pouco a realidade.

Séries fashion para a quarentena (Foto: Reprodução/IMDB))
Séries fashion para a quarentena (Foto: Reprodução/IMDB))
Foto: Elas no Tapete Vermelho

Há séries com vestuários atuais, como "Suits", em que trabalho até a sétima temporada Meghan Markle, passando pelos anos 1900 e 2000, como "Friends" e "Sexy in The City";;anos 1980, como "Pose"; anos 1950 e 1960, como "The Marvelous Mrs. Maisel" e "Mad Man", anos 1940, como "Hollywood", e até século 18, como "Catherine, The Great", vivida pela atriz ganhadora do Oscar, Helen Mirren.

Séries fashion para a quarentena (Foto: Reprodução/IMDB))
Séries fashion para a quarentena (Foto: Reprodução/IMDB))
Foto: Elas no Tapete Vermelho
Confira as sugestões e prepare a pipoca e o sofá

Pose

Pose (Foto: Reprodução/IMDB))
Pose (Foto: Reprodução/IMDB))
Foto: Elas no Tapete Vermelho

A série se passa na Nova York da década de 1980, em bairros com o Harlem, em que a cena underground efervescia, Eram nestes bairros mais afastados que aconteciam os bailes criados pela população LGBTQ+. Diferentes grupos, conhecidos como "houses" (termo inspirado nas grandes maisons da moda) competiam entre si em desfiles temáticos e disputas de dança. Estas casas funcionavam também como abrigo para jovens rejeitados por suas famílias.

Em uma das cenas, membros da casa Abundance vestem roupas da realeza europeia, roubadas de um museu. O figurino criado por Lou Eyrich traz a moda usada nos anos 1980, como ombreiras enormes, bermudas de cintura alta e roupas de academia neon, tão em alta na década.

Um dos protagonistas é vivido por Billy Porter, como Pray Tell, mestre de cerimônias em Nova York, designer de moda e mentor de membros da comunidade. Pelo papel, o ator recebeu um Emmy, como melhor ator de série dramático. A primeira temporada da série, criada por Ryen Murphy, entre outros, está disponível na Netflix. Quem indicou foi o consultor de moda e nosso colaborador Arlindo Grund.

Assista ao trailler

Hollywood

Hollywood (Foto: Reprodução/IMDB))
Hollywood (Foto: Reprodução/IMDB))
Foto: Elas no Tapete Vermelho

Quem quer conhecer como era a moda após a Segunda Guerra tem na série "Hollywood", que estreou recentemente na Netflix., um prato cheio. Com a ambição de fazer parte da era de ouro do cinema, atores de talentos duvidosos, mas bonitos, como o protagonista Jack Castello (David Corenswet), tentam a sorte nas portas dos estúdios ACE, que todo dia escolhia figurantes para cenas dos filmes.

A série mostra os caminhos tortuosos para se tentar conseguir uma vaga, incluindo prostituição masculina. Estrelas de cinema decadentes ostentam roupas típicas da época, com peles, óculos e maquiagem exagerada. Há também as roupas masculinas, os chapéus, as camisas. Quem indicou a série foi o estilista Amir Slama.
Veja o trailler

Suits

Meghan Markle, em “Suits” (Foto: Reprodução/IMDB)
Meghan Markle, em “Suits” (Foto: Reprodução/IMDB)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

A série "Suits",com as 9 temporadas disponíveis na Netflix, dá um show de moda, ao mostrar o dia a dia de um escritório de advocacia em Nova York. O próprio nome da série já mostra a que veio em termos fashion. Suits signifca terno ou costume. Estrelado por Mike Ross, interpretado por Patrick J. Adams, que inicialmente trabalha como associado legal para Harvey Specter (Gabriel Macht).

Além dos ternos extremamente bem cortados que os protagonistas usam, há ainda os figurinos femininos com vestidos, camisas e saia-lápis para executiva nenhum botar defeito. E, se você ainda não conhece a série, uma bom motivo para começar a assistir, além das tramas bem feitas, é ver a atuação de Megan Markle, com a advogada Rachel.

A atual esposa do príncipe Harry (lembrando que ambos não pertencem mais à realeza britânica desde dia 31 de março deste ano, por vontade própria) participou da série até a sétima temporada, quando largou o papel para se casar com Harry. A nona temporada estreou em 2019 e não há previsão de interrupção.

Veja trailler com erros de cena e de fala com Meghan Markle

Made Man

Mad Men (Foto: Reprodução/IMDB))
Mad Men (Foto: Reprodução/IMDB))
Foto: Elas no Tapete Vermelho

Os looks e os costumes dos anos 1960 são muito bem representados na série Mad Man, que estreou em 2007 e a última temporada foi ao ar em 2015. Todos os episódios estão disponíveis na Netflix. A série passa-se na década de 1960, inicialmente na agência de publicidade fictícia Sterling Cooper, localizada na Madison Avenue, em Nova York.

O foco  é o personagem Don Draper (Jon Hamm), diretor de criação da agência e as pessoas que fazem parte de seu círculo social. Os looks masculinos e femininos retratam bem a época, com ternos e gravatas, além de vestidos, penteados e joias das mulheres. O tabagismo, o antissemitismo, traições e o capitalismo americano são escancarados na série, que conquistou diversos prêmios, incluindo 15 Emmys e quatro Globos de Ouro.

Veja o trailler

Catherine, The Great (Catarina, a Grande)

Catherine, The Great (Foto: Reprodução/IMDB))
Catherine, The Great (Foto: Reprodução/IMDB))
Foto: Elas no Tapete Vermelho

Com a atuação mais uma vez exemplar de Helen Mirren, no papel da imperatriz Catarina, que governou a Rússia de 1762 até sua morte, em 1796, a série "Catherine, The Great" disponível na Now, é uma volta ao passado, não só na história, mas também no pomposo figurino criado para a série.

A caracterização da personagem ficou impecável, com suas roupas e adornos em estilo rococó. A história se passa quando a czarina, alemã de nascimento, dá um golpe em seu marido Pedro III, que morreu logo em seguida supostamente assassinado, e assume o poder. Seguiu-se então, um esplendor cultural  e a expansão territorial russa. Para os amantes da história da moda e da decoração, é imperdível, A sugestão foi dada pelo relações públicas e assessor de imprensa Zé Macedo, da One2One, que tem como clientes Alessandra Ambrósio, Lea T e Mariana Weickert.

Veja o trailler

The Marvelous Mrs. Maisel

The Marvelous Mrs. Maisel (Foto: Reprodução/IMDB))
The Marvelous Mrs. Maisel (Foto: Reprodução/IMDB))
Foto: Elas no Tapete Vermelho

Se você gosta de saber como era a indumentária dos finais dos anos 1950 não pode perder a ótima "The Marvelous Mrs.Maisel", estrelada por Rachel Brosnahan, como Miriam "Midge" Maisel, uma dona de casa em 1958, que vive em Nova York.

O primeiro episódio começa com sua festa de casamento, em que ela  usa um vestido de noiva típico da época. Passam-se quatro anos e ela, com filhos pequenos, separa-se do marido, que trabalha de dia e à noite que vencer como comediante tipo stand up.

Quando ele pede o divórcio, após uma mal-sucedida apresentação, Mrs Maisel descobre que ela mesma tem talento para a comédia. Isso quando ela vai com uma camisola azul e um casaco rosa até o bar que dá espaço para novos talentos, após beber uma garrafa de vinho. As três temporadas da série estão disponíveis no Amazon Prime e a quarta está a caminho.

Veja trailler

Friends

Friends (Foto: Reprodução/IMDB))
Friends (Foto: Reprodução/IMDB))
Foto: Elas no Tapete Vermelho

E não dá para fazer uma lista com séries icônicas, com apelo fashion, sem citar "Friends", velha conhecida do público em geral. Seja pelos cabelos e pelas roupas anos 1990/2000 de Rachel Green (Jennifer Aniston), que podem ser usadas hoje sem problema algum, seja pelos looks de seus companheiros, que retratavam perfeitamente como se vestiam os jovens da faixa entre 20 e 30 anos naquelas décadas.

Camisas e calças mais largas, para os homens, como Ross (David Schwimmer), Joey (Matt Le Blanc) e Chandler (Matthew Perry) reinavam nos episódios. Mas com certeza os looks de Rachel são os mais lembrados até hoje, sem dizer de seus cabelos, que continuam a ser a marca dos anos 1990 e 2000. Monica (Courteney Cox) toda certinha, e Phoebe (Lisa Kudrow), a hippie do grupo, também são lembradas pelos seus looks.

Veja abaixo trailler que mostra os principais looks dos personagens.

Sexy in The City

Sexy in The City (Foto: Reprodução)
Sexy in The City (Foto: Reprodução)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

Para terminar, outra série que não pode ficar de fora de uma relação fashion é "Sexy In The City". A paixão fashion por roupas e sapatos, principalmente os assinados por Manolo Blahnik, de Carrie Bradshaw (Sarah Jessica Parker), marca a série. Se contar o figurino suas amigas Samantha Jones (Kim Cattrall), Charlotte York (Kristin Davis  e Miranda Hobbes (Cynthia Nixon).

Nem dá para falar de toda a influência fashion da série, que foi ao ar 1998 a 2004, porque é muita. Seja pela importância dos acessórios, seja pelos looks diferentes, seja pelo closet de Carrie, seja pelos pretinhos básicos. Ufa.. Vale ver, rever e ver de novo cada temporada e os dois filmes feitos em 2008 e 2010. A série pode ser vista na Now.

Para dar água na boca, veja trailler  quando Carrie conhece Mr.Big (Chris Noth) 

Veja também:

Isis Valverde ensina a pintar as unhas com sombra de make
Elas no Tapete Vermelho
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade