0

Ejaculação precoce está ligada ao emocional; veja 10 dicas

Homens são muito racionais, gostam de sexo casual, não se envolvem emocionalmente. Você provavelmente já ouviu uma ou todas essas afirmações sobre o gênero masculino. Mas o tema "ejaculação precoce" coloca à prova todos estes conceitos - o lado emocional do homem está diretamente ligado ao problema.

» Veja as 10 dicas
» Siga Vida e Estilo no Twitter
» vc repórter: mande fotos e notícias
» Chat: tecle sobre a notícia

No Brasil, a incidência é grande e ocorre principalmente na faixa etária que vai dos 20 aos 35 anos. "Estudos recentes mostram que um quarto dos brasileiros tem ou já tiveram este problema", aponta Claudio Murta, urologista e coordenador do Centro de Referência da Saúde do Homem do Estado de São Paulo.

As causas variam, mas na maior parte dos casos, é psicológica. A ansiedade, no entanto, é a grande vilã. Para Cristina Romualdo, terapeuta sexual do Instituto Kaplan, o problema também é agravado pela cobrança que a sociedade impõe. "Quando a mulher tem alguma dificuldade sexual, como a vagina seca ou quando não chega a orgasmo, ela não compromete a relação. Já o homem manifesta fisicamente o seu problema. Ele se expõe mais, e isso tem um peso cultural muito forte."

Pra complicar, ainda existe o tabu em falar sobre sexo. "Para o homem é difícil se abrir. Normalmente, eles chegam ao consultório relatando outro problema, para só depois de algum tempo contarem o real motivo da consulta", observa Murta.

Para ter sexo com prazer, qualidade, e durante um tempo satisfatório para ambas as partes, veja abaixo algumas dicas dadas pelos especialistas entrevistados para aprender a lidar com a ejaculação precoce.

1 - Esqueça os mitos: em primeiro lugar, comece a entender que nem tudo que dizem sobre sexo, especialmente nas rodinhas de amigos, é verdadeiro. Inclusive o mito da relação sexual que atravessa a noite. "Estudos indicam que uma relação sexual, de um modo geral, tem em média de 15 a 20 minutos", explica Murta. Saber disso é um dos primeiros passos para diminuir as expectativas e a ansiedade com relação ao próprio desempenho.

2 - Busque o autoconhecimento: "o homem precisa prestar atenção ao seu corpo e às suas sensações", indica Cristina. A masturbação é uma aliada neste sentido, segundo ela, porque é o momento em que o homem pode procurar entender melhor como seu corpo responde à excitação. "A gente só controla o que a gente conhece", explica a terapeuta.

3 - Evite situações de estresse: principalmente para casais que já têm filhos, o momento do sexo deve ser milimetricamente planejado para que a relação não seja interrompida abruptamente. "É preciso esperar o momento propício para o sexo, evitando a pressão psicológica", pontua Murta.

4 - Aumente o tempo de preliminares: como a mulher demora a chegar ao orgasmo, uma boa dica é tentar esquentar a relação com as famosas preliminares. Assim, o homem tem mais chances de mantê-la excitada por mais tempo e o orgasmo pode ser mais sincronizado.

5 - Converse sobre sexo: o casal deve perder o medo de conversar sobre sexo para que, juntos, encontrem posições que deixam o homem menos excitado e, com isso, ele possa retardar a ejaculação. "Com isso, ele pratica o autocontrole e também condiciona o seu organismo", indica Murta.

6 - Busque a compreensão da parceira: é preciso entendimento entre ambos para entender o problema. Segundo Murta, quando o casal não está bem ou a cobrança da mulher é muito grande, o homem vai querer ter relação só para agradá-la e isso contribui para a o quadro de ejaculação precoce.

Ainda sobre cobrança, Cristina avisa que o fato de o homem chegar ao orgasmo antes da mulher, nestes casos, não quer dizer que ele foi egoísta. "É preciso entender que o homem que ejacula precocemente geralmente não teve prazer. Ele só teve uma manifestação física, porque psicologicamente não foi satisfatório. Pelo contrário: isso gera frustração e vergonha."

7 - Relaxe: que tal tentar tirar um pouco o foco do problema? Tomar um banho e tentar relaxar antes da relação pode contribuir para diminuir o grau de ansiedade.

8 - Tire o foco da penetração: de acordo com Cristina, o homem geralmente canaliza toda a sua energia na penetração: "ele deve valorizar mais as carícias, o beijo e a intimidade. Se o homem prestar mais atenção na mulher e descobrir o que realmente é interessante para ela na hora do sexo, a insegurança e a ansiedade diminuem".

9 - Use preservativo: todo mundo sabe que essa na verdade é uma recomendação geral para todas as pessoas que têm vida sexual ativa. No entanto, Murta avisa que essa também é uma forma de reduzir levemente a sensibilidade e, com isso, garantir minutos a mais antes da ejaculação.

10 - Divida a responsabilidade: a terapeuta Cristina discorda do senso comum que dita que os homens são os principais provedores do prazer durante a relação sexual. Ela acredita que essa ideia contribui ainda mais para o quadro da ejaculação precoce. "O sexo é uma troca, não é somente responsabilidade do homem dar prazer. É muito bacana que o homem se interesse pelo que a sua parceira gosta na cama, mas também cabe à ela guiá-lo para que dividam a responsabilidade do prazer", indica.

Ejaculação precoce tem cura
Identificar a ejaculação precoce é algo subjetivo, uma vez que cada pessoa tem um ritmo diferente durante a relação sexual. A recomendação dos especialistas, neste sentido, é observar a satisfação do casal. "Se o homem atinge o orgasmo antes do que ele gostaria de chegar, atrapalhando a relação, deve procurar tratamento", diz Murta.

Ele explica que a maioria dos tratamentos combina psicoterapia e medicamentos, que ajudam a controlar o orgasmo e costumam apresentar melhoras já nos primeiros 15 dias. "Com essa melhora, o homem já começa a se sentir mais seguro e isso ajuda a parte psicológica, podendo, em alguns dias, até suspender a medicação", explica o urologista.

A importância do tratamento tem a ver com a qualidade de vida. "A ejaculação precoce traz problemas para o relacionamento, o casal passa a não se tocar mais e não se acariciar. Muitos homens que tem este problema vão tendo cada vez menos prazer, o que pode ocasionar até mesmo outros problemas, como a impotência."

Os médicos reforçam: qualidade no sexo tem a ver com a qualidade de vida, por isso, vale a pena dar uma atenção especial a este aspecto sempre que algo incomodar.

Conversar com a parceira sobre o sexo é uma das formas de reduzir a ansiedade e controlar a ejaculação precoce
Conversar com a parceira sobre o sexo é uma das formas de reduzir a ansiedade e controlar a ejaculação precoce
Foto: Getty Images
Fonte: Especial para Terra

compartilhe

publicidade
publicidade