PUBLICIDADE

As maiores tretas gastronômicas do Brasil

Desde ketchup na pizza até purê no cachorro-quente, conheça as maiores tretas gastronômicas da história, que causam discórdia até hoje

1 ago 2022 - 09h18
Ver comentários

Se tem uma coisa que causa treta, briga e discórdia entre os brasileiros é comida. Isso porque amamos comer e cozinhar, faz parte da nossa cultura e do nosso dia-a-dia. Mas é fato que em um país tão grande como o nosso, há muitas diferenças entre estados, cidades e até bairros vizinhos. 

Com a internet essas polêmicas ficaram ainda mais evidentes. Por isso, resolvemos juntar aqui algumas das maiores tretas gastronômicas para provar que tudo é questão de ponto de vista. Confira:

É bolacha ou biscoito?

Foto: bhofack2 / iStock

Essa é uma das grandes dúvidas dos brasileiros: saber qual das duas terminologias é a correta. O grande problema é: ambas estão certas! Os únicos critérios de desempate que podem ser considerados é que “biscoito” entrou primeiro na língua portuguesa e, também, é o termo mais usado nas embalagens. Há um consenso na indústria brasileira de biscoitos/bolachas, os fabricantes sempre usam “biscoito” para descrever o produto. 

Apesar disso, não é necessário mais tretas acerca deste tema, os dois estão corretos, use o nome que mais te faz feliz.

Devo comer sushi com muito ou pouco shoyu?

Foto: Ridofranz / iStock

Se você for em um restaurante japonês aqui no Brasil, provavelmente vai ver a grande maioria das pessoas enchendo o potinho de molho shoyu e mergulhando o sushi. E está tudo bem, cada um come do jeito que preferir. Mas, segundo o restaurante japonês Sushimar, o correto é usar uma pequena quantidade de molho, “os japoneses usam pouquíssimo e em alguns restaurantes só pincelam o molho sobre o peixe. A quantidade que se usa aqui, na maioria das vezes, é um exagero, o shoyu tem muito sódio e não se deve usar em grande quantidade”, afirma. 

Além disso, ainda esclarece que ao contrário do que se pensa, o certo é molhar a parte do peixe no shoyu e não a parte do arroz, isso porque o peixe deve ser o primeiro ingrediente a entrar em contato com a língua. 

O feijão vai por cima ou por baixo do arroz?

Foto: Candice Bell / iStock

Você prefere sua refeição de que jeito? O feijão em cima do arroz? O arroz em cima do feijão? Um do lado do outro? A resposta novamente é: todas as opções estão corretas. Não há uma regra! Você pode montar o prato do jeito que você preferir. E mesmo que houvesse um consenso, na maioria das vezes você é quem monta seu próprio prato, faça do jeito que mais gosta e aproveite sua refeição. 

Vale ressaltar que, independente de qual ordem você escolhe colocar o arroz e o feijão, não tente influenciar no prato alheio, do mesmo jeito que você é livre para organizar sua refeição do jeito que quiser, a outra pessoa também é!

Devo comer pizza com as mãos ou com talheres? 

Foto: Vershinin / iStock

O Degusta conversou com duas pizzarias napoletanas para esclarecer essa treta de uma vez por todas. Fábio Muccio, sócio e proprietário da Leggera Pizza Napoletana, afirmou que “como somos uma casa tipicamente napoletana, podemos falar da nossa experiência com a história da verdadeira pizza. Em Napoli, a pizza é consumida de duas maneiras: a primeira é a "portafoglio", como comida de rua, dobrada para facilitar o consumo, sempre na mão. A segunda é a na pizzeria "a tavola calda", onde a pizza é servida no prato com talheres e o cliente escolhe se quer comer com a mão ou com garfo e faca. No ponto de vista histórico, a pizza originalmente, como comida popular, se come com as mãos e nas pizzarias fica a critério do consumidor”.

Gustavo Brunello, sócio e CMO da La Braciera, nos reforça o mesmo posicionamento, “tradicionalmente na Itália a pizza é individual e se come com a mão, dá uma dobradinha e manda ver. Mas, aqui acreditamos que o importante é ser feliz e comer para alimentar o corpo e a alma”, diz. 

Então, chegamos mais uma vez a conclusão de que o importante é comer do jeito que você se sente mais confortável, independente de qual a maneira correta. Tem lugares do Brasil que os consumidores gostam de colocar uma luvinha plástica para comer com as mãos, então, cada um faz do jeito que preferir. 

O correto é começar a comer a coxinha por cima ou por baixo?

Foto: JR Slompo / iStock

Há quem diga que o formato da coxinha é sugestivo, que devemos segurar pela pontinha e comer a parte de baixo primeiro, há quem goste de deixar o melhor para o fim, então escolhe começar pela ponta para só depois chegar ao recheio. 

Essa decisão fica por conta do cliente, como a coxinha é um salgadinho para ser comido com a mão, em qualquer local, é muito simples começar por qualquer um dos lados. Então, não importa por onde você prefira começar, o importante é se deliciar com essa comida tipicamente brasileira, que é deliciosa independente do lado. 

Cachorro-quente com ou sem purê de batata?

Foto: IltonRogerio / iStock

Na verdade, a receita original de hot dog americano não inclui purê, mas também não leva milho, vinagrete, batata palha, cheddar, parmesão e muitos outros ingredientes que utilizamos aqui no Brasil para montar nosso famoso dogão. Em São Paulo é muito comum ver cachorros-quentes com purê, o que virou uma polêmica em outras partes do país, principalmente para os cariocas, que abominam a mistura. 

A verdade é uma só, como já dissemos para outras combinações, você deve montar o seu prato do jeito que você preferir, seja ele com ou sem purê. Em alguns locais é possível até encontrar dogão sabor frango desfiado, carne louca, portuguesa e tantas outras combinações que fazem o purê parecer brincadeira de criança. 

Pizza: com ou sem ketchup?

Foto: bymuratdeniz / iStock

Essa é mais uma treta que envolve principalmente paulistas e cariocas. Isso porque quem nasceu no Rio de Janeiro não vê problema nenhum em colocar ketchup na pizza, já quem nasceu em São Paulo acha um crime adicionar esse condimento à base de tomate em um alimento que já tem molho de tomate. Mas, e aí? Pode colocar ketchup na pizza ou não?

Tradicionalmente, na Itália, às pizzas obviamente não são consumidas com ketchup, porém, o molho pode ser adicionado ao alimento que você quiser.

O que pode acontecer, principalmente em pizzarias paulistanas, é o cliente chegar no lugar e não encontrar o ketchup disponível. 

Comida com uva-passa no Natal

Foto: ElenaBoronina / iStock

Você é do time que ama ou odeia uva-passa nas comidas natalinas? Essa é uma das grandes polêmicas gastronômicas, que geralmente voltam com tudo em dezembro para assombrar aqueles que não suportam a combinação. Não há certo ou errado neste caso, depende do seu gosto e, principalmente, do gosto de quem faz a comida, que geralmente são suas tias ou tios, que adoram uma boa porção de uva-passa. 

Outras comidas natalinas polêmicas são: maçã no salpicão, panetone com frutas cristalizadas, maçã na maionese e banana na farofa. Qual a sua combinação preferida?

Redação Degusta
Publicidade
Publicidade