PUBLICIDADE

Pasteis de nata portugueses deliciosos

Pasteis de nata portugueses deliciosos são a principal atração ao lado da Torre de Belém e do Mosteiro dos Jerónimos em Lisboa

19 ago 2021 20h44
| atualizado em 20/9/2021 às 15h05
ver comentários
Publicidade

Os pasteis de nata portugueses são deliciosos, e também enchem os olhos quando são servidos. O seu tempo de preparo é relativamente pequeno, uma vez que essa receita permite que se use massa folheada comprada pronta. Até mesmo quem não tem muita experiência na cozinha pode prepará-los sem medo. A receita dos pasteis de nata portugueses também são uma boa oportunidade para se juntar a família. É que as forminhas individuais precisam ser forradas de massa. Portanto, quanto maior o número de pessoas ajudando, ou apenas conversando na cozinha, mais rápido eles ficam prontos! E, em pouco tempo já saem dourados do forno. Prontinhos para comer.

Pasteis de nata portugueses deliciosos
Pasteis de nata portugueses deliciosos
Foto: Marcia Zoladz / Cozinha da Marcia

A história dos pasteis de nata é muito interessante. Primeiro porque apenas os pasteis de nata preparados na loja que fica do lado do Mosteiro dos Jerónimos, no bairro de Belém, em Lisboa, podem ser comercializados com  o nome de pasteis de Belém. No entanto, os pasteis de nata podem ser encontrados em todas as regiões do país. E a melhor maneira de descrevê-los é como uma empadinha recheada com um creme preparado a partir da nata do leite. Nata hoje em dia quer dizer creme de leite, mesmo em Portugal. Originalmente eram preparados com a nata do leite, a parte com maior teor de gordura que sobe para a superfície do leite armazenado.

Atualmente Belém é parte de  Lisboa, em Portugal. Porém, quando eles começaram a ser vendidos em 1837 era preciso ir de barco até o Mosteiro dos Jeronimos e a Torre de Belém, ambos situados na margem do rio Tejo. A região é um lugar de  visitas desde o século XVI quando o Mosteiro dos Jerónimos foi construído como uma jóia do barroco, no estilo manuelino.  Ambos os prédios estão muito bem restaurados. E merecem uma visita, inclusive online, porque são obras momumentais da arquitetura do século XVI. O programa completo inclui experimentar um pastel de Belem no local. Hoje estão apenas a 6,4 quilometros do centro de Lisboa.

Receita

Porções: 16 unidades

Tempo de preparo: 30 minutos

Ingredientes:

  • Para 16 pasteis pequenos, com 5 cm de diâmetro ou 12 unidades com 7 cm de diâmetro
  • Para o recheio
  • 500 ml de creme de leite fresco
  • 8 gemas
  • 1 e 1 / 3 de xícara de açúcar
  • 1 lasca de casca de limão
  • 2 colheres de chá de farinha de trigo
  • 500 g de massa folheada comprada pronta
  • Canela em pó

Instruções:

  • Separe as claras das gemas. Usando um batedor de mão, e não a batedeira, dissolva as gemas e a farinha com um pouco do creme de leite. Aqueça restante do creme de leite junto com o açúcar no fogo baixo. Mexa bem devagar até o açúcar dissolver. Junte a casca de limão e a mistura com as gemas. Mexa até começar a ferver, antes de engrossar como um mingau. Mais como um creme espesso.
  • Estique a massa folheada sobre uma superfície e enrole-a no comprimento, divida esse rolinho de massa em fatias de um centímetro de espessura. Molhe a lâmina da faca com água para a massa não grudar.
  • Abra cada fatia de massa em forminhas individuais com as mão umedecidas, aperte a massa com os dedos polegares contra o fundo e as laterais da forma.
  • Recheie com o creme de ovos e asse no forno bem quente, 250 o C, por aproximadamente 15 minutos, até dourar. Algumas vezes demora um pouco mais, depende do tamanho da forminha utilizada.
  • Retire as empadas mornas da forma e polvilhe com uma pitada de canela.
Cozinha da Marcia
Publicidade
Publicidade