PUBLICIDADE

Pessoas que se identificam como cães protestam com latidos e uivos em Berlim

Grupo usou máscaras caninas no intuito de serem reconhecidos como cães e mostrar que não se consideram humanos

22 set 2023 - 13h06
Compartilhar
Exibir comentários
Registro do protesto de homens que se veem como cachorros
Registro do protesto de homens que se veem como cachorros
Foto: Jam Press Vid

Humanos que se identificam como cachorros. Esse é o grupo que realizou um protesto em Berlim, na Alemanha, na última terça-feira (19).

A estimativa é de que até mil pessoas participaram do ato na estação de metrô Potsdamer Platz. Elas usavam máscaras caninas e se comunicavam apenas por latidos e uivos de uma para a outra.

A motivação do protesto era a própria causa. Eles querem ser reconhecidos como cães, já que não se veem como humanos, e sim como animais específicos ou seres mitológicos.

Inspiração

Como notou o New York Post, o grupo segue Toco, um homem que vive no Japão e investiu 14 mil dólares, o equivalente a R$ 68 mil na cotação desta sexta (22), em uma fantasia super realista de cachorro da raça collie. Esse caso ganhou repercussão internacional, entre outros registros de pessoas que gastaram dinheiro para parecer animais.

Alguns exemplos são o britânico Tom Peters, que diz se identificar como um dálmata, e o engenheiro japonês Toru Ueda, que gastou 23 mil dólares ou R$ 113 mil para parecer um lobo.

Homem encomenda fantasia e decide viver como cão Homem encomenda fantasia e decide viver como cão

Críticas

Todos eles enfrentam muitas críticas nas redes sociais e são vistos como piada. "Ligue para o controle de animais e dê a eles doses de vacinas da raiva" ou "Imagine quando todos eles defecarem", disseram alguns internautas. Em geral, o grupo de “cães humanos” não é levado a sério.

Fonte: Redação Terra Você
Compartilhar
Publicidade
Publicidade