PUBLICIDADE

Jardim de apê tem horta com plantas e frutas que atraem aves e borboletas

O escritório Horto Girassol criou um paisagismo tropical, que mescla plantas altas, médias e rasteiras de diferentes espécies com hortaliças.

18 mai 2024 - 13h12
Compartilhar
Exibir comentários

A arquiteta paisagista Maira Duarte, do escritório Horto Girassol, foi contratada pelo casal de proprietários desta cobertura duplex de 425 m², no Alto Leblon (RJ), quando o projeto de interiores, assinado pelos arquitetos Arthur Falcão e Alessandro Sartore, estava na fase de finalização.

-
-
Foto: Juliano Colodeti, MCA Estúdio/Divulgação / Casa.com

"Quando cheguei na cobertura, já existiam algumas plantas, mas nada que refletisse a identidade dos moradores e o que eles queriam no jardim - muitas flores ao longo de todo o ano, cores pontuais, uma horta completa com muitos temperos e frutíferas para atrair pássaros e borboletas", conta Maira. "Modificamos tudo para que o paisagismo completasse a arquitetura existente, mesclando plantas altas, médias e rasteiras de diferentes espécies com hortaliças para criar um clima aconchegante, com aromas naturais que trazem diferentes sensações", acrescenta ela.

-
-
Foto: Juliano Colodeti, MCA Estúdio/Divulgação / Casa.com

Segundo Maira, o conceito do projeto buscou criar um paisagismo de estilo tropical através de muitas texturas, folhagens largas e densas. "É o estilo que melhor se enquadra na Mata Atlântica e tem mais a ver com a alma do carioca. Sempre buscamos inspiração na natureza local para tornar a arquitetura mais acolhedora e aconchegante", justifica Maira, que também especificou algumas peças que ambientam da área externa, como os móveis da Way Garden, os vasos da Organne, a luminária Maresias e a poltrona Monalisa, de encosto alto, tramada em corda náutica preta.

-
-
Foto: Juliano Colodeti, MCA Estúdio/Divulgação / Casa.com

De modo geral, o paisagismo está presente não só na área externa de 120 m², ao redor piscina (voltada para a mata nativa), como também na varanda da academia (onde fica uma parte da horta, plantada em vasos) e em alguns ambientes internos, como as salas dos dois pavimentos e o escritório.

-
-
Foto: Juliano Colodeti, MCA Estúdio/Divulgação / Casa.com

Entre as espécies de plantas usadas no projeto, Maira destaca os temperos na área da horta e ao longo do jardim, a palmeira Laca (elegante e de tronco vermelho) no jardim da sala interna e externa, bastante quantidade de filodendro em todos os cômodos para criar volume e textura, forração pendente variada, além de muita vegetação de mata tropical, com destaque para helicônias, alpinia, maranta charuto e dracena arbórea.

-
-
Foto: Juliano Colodeti, MCA Estúdio/Divulgação / Casa.com

O projeto conta ainda com um sistema de irrigação automático, acionado por um aplicativo via bluetooth, que permite controlar a quantidade de água de acordo com a espécie, insolação e estações do ano. "Esta tecnologia é importantíssima, sobretudo no caso de hortaliças e jardins verticais, pois dá total liberdade aos moradores de viajarem pelo tempo que quiserem, inclusive por longos períodos", ressalta a paisagista.

Casa.com
Compartilhar
Publicidade
Publicidade