PUBLICIDADE

Veja dicas para decorar parede com quadros

Planejamento prévio ajuda a organizar o espaço criar efeito visual interessante com obras de arte

22 abr 2014 09h00
ver comentários
Publicidade
Segundo a arquiteta Juliana Sodré Sampaio, sócia do escritório Sampaio Salles, é preciso planejar antes de pendurar quadros na parede. Informações: (11) 3467-4224
Segundo a arquiteta Juliana Sodré Sampaio, sócia do escritório Sampaio Salles, é preciso planejar antes de pendurar quadros na parede. Informações: (11) 3467-4224
Foto: Valentin Agapov/ Shutterstock

Pendurar quadros para decorar uma parede pode parecer uma coisa simples e bastante pessoal, mas para criar um efeito visual interessante é preciso seguir alguns passos que ajudam a organizar o espaço. Segundo a arquiteta Juliana Sodré Sampaio, sócia do escritório Sampaio Salles, antes de tudo, é preciso delimitar a área destinada às obras de arte; na sequência, deve-se escolher os quadros a serem pendurados e, por fim, eleger, de antemão, o padrão das molduras.

“Se você quer fazer uma parede de quadros na parede do sofá, por exemplo, é preciso medir a área que eles irão ocupar. Se o sofá tem 2 m de comprimento e um encosto de 70 cm, você pode fazer um retângulo com um lado de 2m, acompanhando o sofá e começando a 20 cm do encosto”, explica a arquiteta. A altura vai depender do que o morador achar mais atraente e de outros detalhes decorativos que possam “brigar” com os quadros, como se a parede tem moldura rebaixada de gesso ou não.

Para que o posicionamento fique harmônico e o espaço seja otimizado é preciso respeitar a área delimitada. Suponha que área escolhida seja de 2 m por  1,4 m (começando a 90 cm do piso, sendo 70cm do encosto do sofá e 20cm do respiro). “Se os quadros forem dispostos em três fileiras, os primeiros estarão sempre alinhados pelas bordas que delimitam a área para quadros. A parte interna ficará assimétricas graças à variedade das dimensões e formatos dos quadros”, explica Juliana.

De acordo com a arquiteta, se a ideia é pendurar só um quadro na parede, ele deve ficar na altura dos olhos do morador. “A visualização é um ponto importante quando se fala de um quadro único ou de uma obra de arte. É importante dar o destaque necessário à peça.”

Por isso, além de deixa-la na área mais nobre, como a sala ou onde o morador achar mais interessante, é preciso pendurá-la de maneira a garantir a melhor visualização possível. “O ideal é que o centro do quadro esteja no mesmo plano dos olhos, a 1,70m ou 1,65m do piso. Essas são medidas aproximadas, ele pode ficar a uma distância menor ou maior, tudo depende do morador e de outros detalhes decorativos que possam interferir na visualização do quadro”, diz a arquiteta.

No que diz respeito a molduras, descombinar e combinar é permitido e, mais uma vez, o que mais pesa na escolha é o perfil do dono da casa. Juliana acredita que é possível trabalhar com molduras da mesma cor, brancas ou de madeira e deixar o quadro de maior destaque com uma moldura colorida ou com um formato diferente. “A dica é: na dúvida, invista em uma moldura neutra. Assim, não tem erro”, acredita a arquiteta.

Fonte: PrimaPagina
Publicidade
Publicidade