PUBLICIDADE

Café da manhã para emagrecer: cardápio gostoso e saudável

São dicas para potencializar o seu objetivo logo no começo do dia

14 out 2023 - 10h01
(atualizado em 16/10/2023 às 17h29)
Compartilhar
Exibir comentários

Emagrecer é o tipo de "tarefa ambígua", ou seja, oferece bons sonhos para alguém e, paralelamente, dá um receio devido às exigências necessárias para conquista dessa meta. Porém, esse objetivo pode ser começado com o "pé direito" logo no início do dia. Assim, veja na sequência o que se deve comer e beber no café da manhã para emagrecer.

Café da manhã para emagrecer - Shutterstock
Café da manhã para emagrecer - Shutterstock
Foto: Sport Life

A importância do café da manhã

"O café da manhã é uma refeição essencial para o avanço em qualquer dieta, mesmo quando o objetivo é emagrecimento. É através dele que você ativa seu metabolismo e coloca em funcionamento todo o seu sistema digestivo e circulatório", respondeu com exclusividade para o Sport Life a nutricionista Jéssica Rodrigues.

Portanto, é uma refeição que não deve ser descartada. O café da manhã é o bastante para que você tenha boa saciedade ao longo do dia e evita principalmente aquela fome "desesperada" entre as principais refeições.

"Em resumo, seria aquela ideia da pessoa que 'pula' o café da manhã, que acaba compensando o que ela não comeu nesse horário em outros horários do dia. Aí tende a muitas vezes extrapolar consumindo até uma quantidade maior de alimentos e, consequentemente, de calorias", destacou em diálogo com Sport Life a professora do curso de Nutrição da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) Dra. Ana Luísa Faller.

Os detalhes do cardápio do café da manhã para emagrecer

Pense que é necessária uma boa seleção dos alimentos para que impacte positivamente no seu objetivo. Não priorize essa ou aquela substância. Uma mescla já significa uma boa escolha.

"O maior erro que vejo das pessoas é comer apenas carboidratos pela manhã. Os carboidratos em geral possuem pouca densidade nutricional, elevam a insulina, impedem a quebra de gordura para utilização energética metabólica e como consequência dificultam o processo de emagrecimento. Quando associamos uma proteína a esse carboidrato, conseguimos controlar os estímulos para secreção de insulina e reduzindo principalmente o pico de glicemia da refeição", pontuou Jéssica.

Assim, a ideia central é ter nesse momento uma refeição com alimentos, que metabolicamente sejam viáveis, haja visto o jejum vivenciado durante o tempo de sono. É de se lembrar que um tempo de seis, sete, oito ou nove horas de sono faz com que o nível de glicose esteja baixo no sangue.

"Em linhas gerais, não é bacana ter esses picos de glicose no sangue e é bom ter uma certa estabilidade. Pensando na qualidade de nutrientes, é sempre válido ter alimentos que não sejam densos caloricamente. Mas que sejam bons nos aportes de vitaminas, minerais e fibras. Ter sempre uma fruta é válido. Além da fruta, evitar alimentos processados, como achocolatado pronto e biscoitos de pacote. Mas que não eleve de forma rápida esse nível de açúcar no sangue", concluiu a doutora Ana Luísa.

 

Opções para o começo do dia

"Vou citar abaixo alguns exemplos de café da manhã com todos os macronutrientes (proteína, carboidrato e lipídios):

  • pão de forma integral (carboidrato) + abacate (lipídio) + ovo (proteína);
  • crepioca: tapioca + tomate (carboidrato) + cream cheese (lipídio) + ovo e muçarela (proteína);
  • pão de forma integral (carboidrato) + salmão (proteína) + cream cheese (lipídio);
  • tapioca (carboidrato) + frango desfiado (proteína) + azeite (lipídio).

Dado

O estudo da Nielsen Holding acusou que o brasileiro é o que mais recorre a um tipo remédio para emagrecer na América Latina. O levantamento ainda citou que 50% dos brasileiros tentam eliminar peso de alguma forma. Outros 76% optam por meio da mudança na dieta e 64% se apoiam em exercícios físicos diários.

Fonte: Redação Terra Você
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade