PUBLICIDADE

Diminua a dor da depilação com gelo e analgésicos

15 fev 2012 12h00
Publicidade

Muitas mulheres deixam de se depilar com cera, seja ela quente ou fria, por causa da dor. Para algumas, o desconforto chega a ser tão grande que as faz apostar em pomadas anestésicas, ignorando o fato de que seu uso, em áreas extensas do corpo, pode ter efeitos colaterais severos. "A absorção deste anestésico pelo organismo é perigosa, pois pode levar até mesmo à parada cardíaca", explica a Dra. Susana Wu Chen Lu, dermatologista da Attual Clínica e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Respeitar o período de crescimento dos pelos é uma forma de diminuir a dor na depilação
Respeitar o período de crescimento dos pelos é uma forma de diminuir a dor na depilação
Foto: Shutterstock / Terra



No entanto, outras soluções - nada agressivas à saúde - podem ser aproveitadas para diminuir a dor na hora de colocar a depilação em dia e ficar com a pele lisinha. Aprenda e coloque-as em prática antes da próxima sessão.



Tome um analgésico:

meia hora antes de ir para a sessão de depilação, um analgésico pode ajudar a diminuir o incômodo no momento de se depilar. "Ele ajuda, mas só um médico pode prescrever a dosagem ideal para cada pessoa", alerta o Dr. Adilson Costa, dermatologista e coordenador do Ambulatório de Dermatologia Estética da PUC-Campinas (Pontifícia Universidade Católica de Campinas).



Passe gelo no local:

o gelo é um vasoconstritor que deixa a pele dormente, permitindo uma sessão de depilação indolor. "O gelo não tem contraindicações, basta ter cuidado para não queimar a pele deixando-o por muito tempo sobre ela", afirma a Dra. Susana.



Utilize géis que enfraquecem o pelo:

já existem no mercado diversos produtos voltados para o enfraquecimento do pelo. Tais cosméticos ajudam a afinar o fio, o que facilita a sua retirada.



Esfolie a pele:

a esfoliação ajuda a remover pelos encravados, que deixam a pele mais dolorida do que o normal, e ainda dificultam o trabalho da depiladora. "Se a quantidade de pelos encravados for grande, pode ser necessário retirá-los com a pinça e, com certeza, isso causará uma dor muito maior", explica Tatiana Sicorra, depiladora do salão Satudio A, do Rio Grande do Sul.



Respeite o período de intervalo entre as sessões:

é preciso aguardar entre 20 e 25 dias para se realizar uma nova sessão de depilação. Antes disso, o pelo não tem comprimento suficiente para aderir à cera. Períodos maiores também não ajudam, pois o fio não gruda com eficiência. "Quando isso acontece é preciso puxar a folha mais vezes, e consequentemente a dor será maior", diz a depiladora.



Agência Hélice,
Especial para o Terra
Fonte: Terra
Publicidade