PUBLICIDADE

A surpreendente história do vestido usado por 24 noivas da mesma família por 100 anos

Vestido de noiva passou por 5 gerações dentro da mesma família em Manaus e é usado até hoje. Entenda melhor essa tradição.

25 jul 2023 - 14h39
(atualizado às 14h57)
Compartilhar
Exibir comentários
Um vestido de noiva é usado na mesma família por um século é a história que o 'Fantástico' conta.
Um vestido de noiva é usado na mesma família por um século é a história que o 'Fantástico' conta.
Foto: Reprodução, TV Globo/Fantástico / Purepeople

Um vestido de noiva é uma peça marcante quando o assunto é casamento e sempre rende boas histórias... O 'Fantástico', da Globo, revelou uma que até parece trama de novela: uma família que usa um vestido de noiva que tem mais de um século. Isso, você não leu errado!

A história começa quando Beatriz Studart, uma jovem de 1910, encomendou um vestido de noiva - nada parecido com o da Sol de 'Vai na Fé' - em Bruxelas, na Bélgica.

Em 1910, Manaus era uma das cidades mais visitadas no Brasil por conta da descoberta e exploração da borracha, foi na cidade que Beatriz Studart se casou com José Souza Brasil. O vestido inspirado na Belle Époque francesa fez tanto sucesso que ficou na família até hoje.

24 MULHERES DA MESMA FAMÍLIA USARAM O VESTIDO DE NOIVA

O vestido de noiva se tornou clássico - a mesma opção usada por Barbara Palvin quando se casou com o ator Dylan Sprouse - e foi se adaptando conforme a noiva e os tempos, foi austero, romântico, teve saia rodada.

Em 2023, chegou a vez de Bárbara, a noiva da quinta geração, usar o vestido de noiva 'de' Beatriz Studart. Ao Fantástico, ela disse que só quando ficou mais velha entendeu que usar este vestido faz parte da tradição da família e ela poderia dar a sua 'cara' a ele.

Ah, mas como é que o vestido durou até hoje? Conforme o tempo passou ele tinha alguém como guardião, atualmente é Rui Franco de Sá, neto de Beatriz e tio-avô de Bárbara.

Para o casamento de Bárbara o vestido, não usado há 10 anos ao menos, estava muito danificado, amarelado e precisou de uma costureira para repará-lo. Ao todo durou 75 dias. O vestido de noiva se tornou uma obra de arte, afinal ele foi feito por pontos de renda, não há nenhum sinal de máquinas de costura. Confira em nossa galeria mais fotos da peça que faz parte desta tradição.

Purepeople
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade