PUBLICIDADE

Gordura localizada: como eliminá-la sem cirurgia plástica

Lembre-se que a mudança do estilo de vida impacta nessa proposta

1 fev 2024 - 17h55
(atualizado às 19h33)
Compartilhar
Exibir comentários

Gordura localizada costuma incomodar. Mas, também é algo que nos incentiva a iniciar uma rotina de exercícios físicos com alimentação balanceada, não é mesmo? No entanto, dificilmente os resultados são imediatos. E aí surgem dúvidas. Afinal, como tratar gordura localizada em diferentes áreas?

Tratar gordura localizada
Tratar gordura localizada
Foto: Shutterstock / Sport Life

Entenda o tratamento de gordura localizada em diferentes áreas

Alguns alimentos específicos contribuem para acelerar esse processo, exemplos: os termogênicos, que incluem pimentas, gengibre, canela, café e chá verde. "Isso porque esses alimentos aumentam discretamente a termogênese, acelerando o metabolismo e melhorando o processo digestivo", diz a nutróloga Dra. Marcella Garcez.

Paralelamente, Marcella ainda reforça que esses alimentos não derretem a gordura. "A perda de gordura localizada se dá pelo emagrecimento em déficit calórico, ou seja, comendo menos calorias do que se gasta", destaca.

Outras recomendações se passam pelo exercícios físicos e bons hábitos, como redução da ingestão de álcool, de alimentos ultraprocessados e da negação ao tabaco, que também ajudam a melhorar o balanço hormonal.

"Quem consome mais álcool, fuma e tem uma alimentação rica em gordura também tende a acumular mais gordura abdominal. Quanto mais exercício físico você faz, por exemplo o exercício físico resistido para acúmulo de massa muscular (musculação), que faz com que você queime mais caloria, mais gordura abdominal você perde. No exercício intenso, ocorre liberação do GH, hormônio do crescimento, que nos ajuda a queimar gordura. Ocorre liberação também de adrenalina que nos gera vigor e energia. Essas liberações hormonais são importantes para realizarmos o exercício com disposição e para que possamos aproveitar seus benefícios", diz a endocrinologista Dra. Deborah Beranger.

O papel do sono nesse tratamento

"Quanto pior a qualidade do sono, maior o risco de resistência à insulina. A insônia aumenta também adrenalina e cortisol, o que também faz o estresse crescer. Além disso, aumenta os hormônios que são responsáveis por estimular o centro da fome, gera compulsão alimentar que acarreta maior acúmulo de gordura e sobrepeso. Reduzir o nosso nível de estresse também ajuda; tente meditações, melhorar a relação no trabalho e incluir atividades de lazer", completa Deborah.

Lipoaspiração ajuda no redesenho corporal

"Em suma, a lipoaspiração remove o excesso de gordura localizada, visando melhorar o contorno corporal. Este procedimento é realizado através de um instrumento chamado de cânula, que é ligada a um aparelho de sucção para que ocorra a aspiração da gordura. No entanto, a técnica pode ser feita de diversos modos", encerra o cirurgião plástico Dr. Tácito Ferreira.

Sport Life
Compartilhar
Publicidade
Publicidade