PUBLICIDADE

Carboidratos: saiba a quantidade diária ideal para emagrecer

Vale lembrar que essa substância não é a vilã de quem preza pelo lado saudável

28 nov 2023 - 19h01
(atualizado às 19h43)
Compartilhar
Exibir comentários

O carboidrato é formado por carbono, hidrogênio e oxigênio (CH2O)n e reconhecida como a principal fonte de energia para manutenção das funções essenciais do organismo, como atividades do cotidiano e exercícios físicos. Ainda assim, há dúvidas sobre seu consumo, por exemplo: quantas gramas diárias de carboidratos são necessárias para emagrecer?

Vejas as gramas diárias de carboidratos que são necessárias para emagrecer

"A quantidade de carboidrato em uma dieta padrão é em torno de 60% das kcal diárias. Entretanto, podemos reduzir esses carboidratos para facilitar a perda de peso uma vez que ao diminuir o consumo de carboidratos nós favorecemos o consumo de outros substratos energéticos que, dentre eles está a gordura", afirma em entrevista exclusiva para o Sport Life o médico nutrólogo Dr. Roger Bongestab.

Da mesma forma, o doutor Roger pontua que o ideal é o consumo de 130g de carboidrato para estimular a queima de gordura e que a ingestão passa ser perigosa quando ultrapassa essa quantidade.

"Mais de 130g é perigoso porque aí você acaba tendo um consumo mais do carboidrato ingerido e não da gordura acumulada. Menos que 100g de carboidrato, há riscos de um paciente fazer queda de rendimento neurológico. Então, fica até com queixas, como perda de memória, dificuldade de concentração, irritabilidade, cefaleia e pode ter até desmaios", orienta Bongestab.

Consequentemente, o que se indica é o consumo de carboidrato complexo, que leva mais tempo para ser digerido. O motivo é que o carboidrato simples é absorvido rapidamente, eleva a glicose, que com o seu excedente no corpo nada se perde e tampouco se cria.

"Batata doce, aipim, inhame e frutas podem ser consumidas, mas na sua integralidade para comer com a casca, pois as cascas têm fibras e aí a fibra retarda a velocidade de absorção. Então, o índice glicêmico cai junto do consumo de fibras", completa o nutrólogo.

Como o corpo reage ao excesso e à falta de proteína? Como o corpo reage ao excesso e à falta de proteína?

Além do consumo de carboidrato, o que precisa conciliar para emagrecer?

"Para que o paciente possa emagrecer, além da redução calórica, que não é somente de carboidrato, é também a redução de calorias gerais. Nós podemos e devemos considerar sempre a prática de atividade física para que a gente possa assim acelerar a beta oxidação da gordura, que nada mais é do que entre aspas queimar a gordura. Esse processo metabólico é estimulado mediante o exercício físico aeróbico, que tem uma capacidade de aumentar a respiração, mas ainda garantir a oxigenação dos músculos", detalha.

Com quanto tempo um sujeito sente os efeitos dessa proposta?

"Olha, os benefícios já aparecem em poucos dias. Um paciente começa a perder o excesso de líquido acumulado, da inflamação que a obesidade e sobrepeso trazem, e logo depois a perda do excesso de gordura. Isso também vai variar se é homem, mulher, idade, condições clínicas adicionais, tem hipotiroidismo, não tem diabetes e da qualidade do treino", termina o Dr. Roger Bongestab.

Sport Life
Compartilhar
Publicidade
Publicidade