PUBLICIDADE

A depilação influencia no desempenho dos atletas?

Em modalidades como corrida e natação, é comum os esportistas removerem os pelos antes das competições

29 jul 2021 18h01
ver comentários
Publicidade
A depilação influencia no desempenho dos atletas?
A depilação influencia no desempenho dos atletas?
Foto: Shutterstock / Alto Astral

Adiada em um ano por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus, a Olimpíada de Tóquio 2020 começou na semana passada e está dando o que falar entre os brasileiros! A rotina de treinos e preparação dos atletas para o maior evento esportivo do ano é intensa, longa e repleta de tratamentos. E, por incrível que pareça, a depilação está entre os procedimentos indicados para ajudar no desempenho em certas competições. 

Dessa forma, atletas de modalidades como ciclismo, atletismo e natação têm apostado na depilação antes das provas para melhorar, na medida do possível, seu desempenho no esporte.

"Algumas modalidades esportivas precisam de menos atrito, como a natação e esportes de alta velocidade, como bicicross. Então os atletas dessas modalidades têm o costume de fazer essa depilação, pois conseguem ter um pouco mais de velocidade", explica Nemi Sabeh, ortopedista e coordenador médico da Seleção Brasileira de Futebol Feminino.

Para entendermos melhor a influência da remoção dos pelos na prática esportiva, Kessey Lima, fisioterapeuta e sócia-fundadora da Vialaser Depilação, ajudou o Alto Astral a esclarecer alguns fatos sobre a depilação que mostram que o método vai além da aparência. Confira:

Aerodinâmica

A pele depilada oferece menos resistência ao ar e à água. Em diversas modalidades, os atletas relatam sentir as mudanças de desempenho. Na natação, por exemplo, a sensibilidade do corpo em relação à água aumenta quando os pelos são retirados, melhorando a técnica e a velocidade. Assim, muitos relatam sentir-se mais leve e com melhor deslizamento do corpo durante as práticas esportivas.

"Nas competições em que participo, ouço muito sobre o quanto a depilação é importante para o atleta, principalmente para o ciclismo, natação e corrida. Isso porque, nestes esportes, são usadas roupas mais abertas e mais leves que deixam parte do corpo exposta, como as pernas. Com o movimento, os membros acabam se encostando muito, e a retirada dos pelos ajuda a evitar que esses atritos causem assaduras", comentou a atleta Karolina Teixeira, competidora de atletismo em Santa Catarina.

Limpeza de ferimentos e massagens

Em qualquer competição esportiva, os atletas estão sujeitos a ferimentos. No entanto, quando a pele está lisinha, é mais fácil enxergar a lesão, o que facilita e torna mais simples e menos dolorosa a limpeza, cuidado e curativo. 

Contudo, vale pontuar que tal cenário diz respeito a corpos com um grande volume de pelos. Nemi Sabeh lembra que os pelos fazem parte da pele e são, portanto, uma estrutura natural. Assim, sempre que optar por removê-los, é importante o fazer em um local adequado e com um profissional especializado a fim de evitar infecções ou dermatites.

Outro ponto a ser mencionado são as massagens. Em esportes que exigem muito esforço físico, elas são essenciais para a saúde e o bem-estar do atleta. Às vezes, também, tornam-se necessárias para o tratamento de cãibras durante os exercícios. Com a pele lisa, os deslizamentos e manobras de massagem ficam mais ágeis e eficientes e, ainda, evita-se o desconforto dos pelos sendo puxados, de acordo com Kessey.

Assaduras e termorregulação

Outro problema que pode acometer os atletas são as assaduras. Pessoas com muitos pelos são mais propensas a assaduras após exercícios longos e extenuantes. Isso porque os pelos provocam mais atrito com a pele, deixando-a vermelha e dolorida, e, por consequência, comprometendo o desempenho do atleta. Afinal, ninguém merece praticar algum esporte com incômodos pelo corpo, não é mesmo?

Além disso, a termorregulação também é favorecida com a retirada dos pelos. É por meio da transpiração que o organismo reage ao aumento da temperatura corporal, sem contar que é por meio do suor que a pele fica mais úmida e fresca, impedindo o mal-estar provocado pela alta temperatura. A pele depilada, contudo, tem mais facilidade em evaporar o suor, o que contribui para que esse processo ocorra com mais rapidez.

"A depilação é uma grande aliada do esporte e sua eficácia tem sido cada vez mais importante, na medida em que a disputa pelo 1º lugar ou um novo recorde mundial passa a ser decidida por uma fração de segundos ou um mínimo movimento", finaliza Kessey.

Fontes: Nemi Sabeh Jr., ortopedista, cirurgião e coordenador médico das Seleções Femininas de Futebol; Kessey Lima, fisioterapeuta e sócia-fundadora da Vialaser Depilação; Karolina Teixeira, competidora de atletismo em Santa Catarina

Alto Astral
Publicidade
Publicidade