PUBLICIDADE

Homem é preso por suspeita de furtar e matar cisne-negro símbolo de parque no RJ

Animal, apelidado de Romeu, morava no parque Guinle há oito anos e já tinha perdido a companheira, Julieta, morta a facadas em 2019

29 ago 2023 - 18h10
(atualizado às 18h18)
Compartilhar
Exibir comentários
Cisne-negro é morto e furtado de parque no Rio de Janeiro
Cisne-negro é morto e furtado de parque no Rio de Janeiro
Foto: Reprodução/TV Globo

Um cisne-negro, considerado símbolo do Parque Eduardo Guinle, na Zona Sul do Rio de Janeiro, foi furtado e morto por um homem, detido pela polícia após o crime. O suspeito foi contido por moradores enquanto tentava fugi com o animal debaixo do braço.

O crime aconteceu no último domingo, 27, no bairro Laranjeiras. O cisne-negro, apelidado de Romeu, era um dos ícones do Parque Guinle junto da companheira Julieta, morta a facadas em 2019. Uma equipe da Polícia Militar foi acionada por populares após o suspeito tentar fugir com o animal, já morto.

Segundo a PM, o homem foi levado ao 12º Distrito Policial de Copacabana, onde o caso foi registrado como maus-tratos contra animal silvestre. O suspeito foi liberado em seguida. O crime segue sob investigação na 9ª DP do Catete, conforme o Jornal Extra.

Conheça a nova espécie de peixe descoberta por pesquisadores Conheça a nova espécie de peixe descoberta por pesquisadores

Na segunda-feira, 28, moradores e frequentadores do parque realizaram um funeral em homenagem a Romeu. Após viver no local opor oito anos, o cisne-negro foi enterrado ao lado de Julieta e outros animais. 

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade