PUBLICIDADE

Mulher é presa suspeita de planejar morte do namorado e fingir ser a ex dele

Marcilio Nolasco foi encontrado morto, com marcas de disparo de armas de fogo, em sua própria casa, em cidade no interior do Maranhão

29 ago 2023 - 12h37
(atualizado às 13h02)
Compartilhar
Exibir comentários
Mulher é presa suspeita de planejar morte do namorado e fingir ser a ex dele
Mulher é presa suspeita de planejar morte do namorado e fingir ser a ex dele
Foto: Divulgação/PC MA

Uma mulher foi presa por suspeita de planejar a morte do namorado e fingir ser a ex-companheira dele em mensagens de texto com ameaças. Ela e outro suspeito de participação no caso foram detidos temporariamente na Operação Louva-a-Deus, deflagrada pela Polícia Civil do Maranhão, na semana passada.

Marcilio Nolasco foi encontrado morto, totalmente despido e com marcas de disparo de armas de fogo em frente à própria residência, na madrugada do último dia 15 de agosto, em Vitória do Mearim (MA). Segundo informações do delegado Henrique Tanaka, Nolasco conheceu a suspeita no final do ano passado, por meio de um aplicativo de relacionamentos. A mulher está grávida, fruto do relacionamento com a vítima. 

Nos últimos meses, o homem registrou várias ocorrências de ameaça de morte supostamente enviadas pela ex-companheira dele. Segundo as investigações, as ameaças eram enviadas por três contas de WhatsApp, que utilizavam a foto da ex-namorada do homem. Um inquérito policial sobre o caso foi aberto.

No entanto, durante as investigações, os policiais descobriram que quem estava por trás das mensagens era a atual namorada de Nolasco.

"A investigada criou uma narrativa falsa e fantasiosa, na qual se passava por vítima, colocando de forma dolosa e criminal as suspeitas contra a ex, para que recaísse sobre ela qualquer responsabilização criminal pela morte de Marcilio", informou a Polícia Civil.

A atual companheira é investigada como mandante da morte de Nolasco. O outro suspeito, um homem, é investigado como um dos executores do crime. Em depoimento, a mulher confessou que estava com o outro preso durante a invasão da residência da vítima, no dia do crime.

Ela é investigada pelos crimes de homicídio, denunciação caluniosa, tentativa de estelionato, falsa identidade, ameaça e associação criminosa. A mulher foi encaminhada à unidade prisional de São Luís, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade