PUBLICIDADE

Fumaça de queimadas no Pantanal avança sobre SP, PR e SC, aponta Inpe

Imagens de satélite do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais mostram que a fumaça alcançou parte de São Paulo, Paraná e Santa Catarina

17 nov 2023 - 20h38
(atualizado às 22h21)
Compartilhar
Exibir comentários
Incêndio no Pantanal em 2023
Incêndio no Pantanal em 2023
Foto: CBMS/Divulgação / Estadão

As queimadas que atingem o Pantanal desde o começo do mês de novembro agora têm afetado de alguma forma outros Estados do Brasil, segundo levantamento do Instituto Nacional de Pesquisa (Inpe). A fumaça provocada pelos focos de incêndio alcançou parte de São Paulo, Paraná e Santa Catarina nesta sexta-feira, 17.

O monitoramento das queimadas, que ocorrem em regiões do bioma em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, é feito com o apoio de imagens de satélite do Inpe. Após 17 dias de incêndio, a fumaça chegou a outras regiões do Brasil. 

Nesta sexta, o número de focos de incêndio subiu para 3.962. Segundo o Inpe, em Mato Grosso, são 2.731 focos, enquanto Mato Grosso do Sul registra 1.231. Este último tem cinco cidades em situação de emergência devido às queimadas. 

Pantanal em chamas: incêndios atingem vegetação e acendem alerta:

O fogo já consumiu um milhão de hectares do Pantanal em 2023, o triplo do registrado em 2022 inteiro, segundo informações da TV Globo. O bioma está registrando recorde de focos de incêndio em novembro. São 3 mil focos em apenas 15 dias, 30% a mais do que o recorde anterior para o mês inteiro.

Os incêndios também atingem desde a quarta-feira, 15, as duas margens da Rodovia Transpantaneira, em Poconé, em Mato Grosso. A estrada cruza todo o Pantanal matogrossense e é o único acesso por terra para fazendas, pousadas e vilas da região, no sul do Estado.

As chamas, concentradas na região de Porto Jofre, às margens do Rio Cuiabá, na divisa com Mato Grosso do Sul, são combatidas por terra e pelo ar, com o uso de aeronaves.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade