PUBLICIDADE

McLaren adota homenagem fixa a Senna após Williams retirá-la

McLaren anuncia que manterá logo de Ayrton Senna em seus carros no futuro. Williams também carregava homenagem, mas a retirou em 2022

27 mai 2022 11h46
ver comentários
Publicidade
Logo de Senna estampado no halo do carro da McLaren
Logo de Senna estampado no halo do carro da McLaren
Foto: McLaren / Divulgação

A lendária figura de Ayrton Senna segue viva na Fórmula 1. No fim de semana do GP de Mônaco, palco de algumas das mais famosas exibições do piloto brasileiro, sua história sempre ronda o paddock. E a McLaren, equipe pela qual Senna conquistou cinco de suas seis vitórias no Principado, preparou sua homenagem: o carro da equipe surgiu em Mônaco com um adesivo com o famoso “S” da logomarca de Senna estampando no halo de seus carros.

Zak Brown, CEO da equipe, anunciou que a pequena homenagem ficará nos carros de agora em diante: “Começando no GP de Mônaco de 2022, o McLaren MCL36 vai carregar a logo do Senna, marcando nosso compromisso de celebrar seu legado”, declarou ao site da equipe. “Essa adição aos nossos carros de F1 será permanente, e foi colocada com o apoio da família Senna. Vai servir como um lembrete constante do talento sensacional do Ayrton Senna para nós e para todos os nossos fãs ao redor do mundo.”

Brown explicou o motivo de iniciar a homenagem justamente em Mônaco: “Não consigo pensar em uma corrida melhor que o Grande Prêmio de Mônaco para começar esse reconhecimento da vida do Ayrton. Tendo vencido o GP seis vezes, mais que qualquer outro piloto, Ayrton provou que sua habilidade atrás do volante de um F1 raramente pode ser igualada.”

Williams abandonou homenagem a Senna em 2022
Depois de conquistar seus três títulos pela McLaren, Senna se mudou para a Williams em 1994. Em sua terceira corrida pela equipe, faleceu em acidente no GP de San Marino. A Williams, então, passou a carregar a marca de Senna no bico de todos os seus carros desde então, em homenagem fixa.

Mas isso mudou em 2022. A família Williams, fundadora da equipe, a vendeu para o fundo de investimentos Dorilton Capital, em transação concluída em 2020. O FW44, carro de 2022 da equipe, foi o primeiro construído sob nova gestão. E ele não trás a já homenagem a Senna, encerrando uma tradição de 27 anos. Uma forma de olhar para a frente e, simbolicamente, virar a página para uma nova fase.

A McLaren, equipe que consagrou Senna, se viu na obrigação de manter sua memória viva em seus carros. “Ayrton Senna é e sempre será uma lenda da McLaren. Suas performances pela equipe pavimentaram seu caminho como um dos maiores pilotos da Fórmula 1”, explicou Brown. “Sentimos que é certo que nós, a McLaren, reconheçamos sua contribuição para o nosso esporte levando seu nome conosco onde quer que estejamos correndo.”

Parabólica
Publicidade
Publicidade