PUBLICIDADE

Hamilton é o melhor do dia na F1, mas vai perder posições

Lewis Hamilton domina treinos livres na Turquia, mas vai trocar o motor de seu Mercedes e perder 10 posições no grid de largada

8 out 2021 10h32
ver comentários
Publicidade
Hamilton dominou sexta-feira na Turquia
Hamilton dominou sexta-feira na Turquia
Foto: Mercedes / Twitter

O dia na Fórmula 1 começou com a confirmação de que a Mercedes vai mesmo instalar um novo motor no carro de Lewis Hamilton para o GP da Turquia. No entanto, ao contrário de Carlos Sainz, da Ferrari, que trocou toda a unidade de potência, Hamilton trocará apenas o motor a combustão, mantendo as baterias e sistemas de recuperação de energia. Com isso, o inglês perde 10 posições no grid, não todas, como acontece com quem opta por trocar todo o conjunto. 

No primeiro treino livre, ele garantiu o melhor tempo da sessão e quebrou o recorde extra-oficial da pista de Istanbul Park, com 1min24s178. Max Verstappen, em sua primeira sessão oficial com a Red Bull pintada de branca em homenagem à Honda, ficou com o segundo melhor tempo da manhã, 0s425 atrás de Hamilton. 

Depois da dupla de líderes do campeonato veio Charles Leclerc, da Ferrari, apenas 0s051 atrás de Verstappen. Valtteri Bottas, da Mercedes, foi o 4º, com Carlos Sainz, da Ferrari, em 5º. Fechando o top 10, vieram Esteban Ocon (Alpine), Lando Norris (McLaren), Pierre Gasly (AlphaTauri), Fernando Alonso (Alpine) e Sergio Perez (Red Bull). 

O segundo treino livre viu os tempos caírem logo de cara. Charles Leclerc fez 1min23s970, mostrando que a nova unidade de potência da Ferrari tem potencial, mas não ficou por muito tempo na liderança. Pouco depois, Hamilton o desbancou com uma volta de 1min23s804, tempo que lhe garantiu a 1ª posição do dia. Bottas foi o terceiro, a 0s410 do colega de equipe. 

O Red Bull branco de Max Verstappen. Pintura é uma homenagem à Honda
O Red Bull branco de Max Verstappen. Pintura é uma homenagem à Honda
Foto: Red Bull / Twitter

A dupla da Red Bull veio em seguida. Mas, ao contrário do que se esperaria, com Sergio Perez à frente de Max Verstappen. A equipe testou uma configuração de asa diferente em ambos, com menos arrasto no carro de Perez. 

Os 10 primeiros lugares do FP2 foram ocupados por Norris, Alonso, Ocon, Gasly e Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo). Em um dia sem bandeiras vermelhas, os únicos incidentes foram rodadas leves de Latifi, Gasly e Mazepin. 

Dá para prever alguma coisa? 
Verstappen não se mostrou confortável com o carro em nenhum momento do dia, e é de se imaginar que passe a usar um ajuste diferente já no terceiro treino livre. Mas, caso ele não se encontre ao longo do fim de semana, é possível imaginar um novo encontro entre Max e Lewis na pista, já que Hamilton vai largar mais atrás e parece ter um ritmo mais forte, alcançando o rival em algum momento. 

Com Hamilton partindo, na melhor das hipóteses, do 11º lugar do grid e Verstappen com sinais de não viver seu melhor fim de semana, a Ferrari se coloca como postulante a brigar por pódio, ou mesmo sonhar com vitória. Charles Leclerc mostrou força com a nova unidade de potência que havia sido instalada na Rússia, e já não tem mais penalizações a cumprir. Surge como nome forte na Turquia. 

Os carros voltam à pista no sábado (09) para o terceiro treino livre, às 06h, e para a classificação, às 09h, sempre no horário de Brasília. A largada está marcada para o domingo (10) às 09h. 

 O tempos do FP2 na Turquia
O tempos do FP2 na Turquia
Foto: F1 / Reprodução

 

Parabólica
Publicidade
Publicidade