PUBLICIDADE

F1: Sainz domina TL2 na França e Ferrari fecha o dia à frente

Carlos Sainz, da Ferrari, mostra velocidade, supera Charles Leclerc e Max Verstappen e é o mais rápido da sexta-feira de F1 na França

22 jul 2022 - 13h02
Ver comentários
Publicidade
Carlos Sainz foi destaque no TL2 em Paul Ricard
Carlos Sainz foi destaque no TL2 em Paul Ricard
Foto: Ferrari / Twitter

A Ferrari foi o grande destaque da sexta-feira de treinos livres para o GP da França de Fórmula 1. Se Chalres Leclerc foi o mais rápido do TL1, Carlos Sainz foi quem ditou o ritmo no TL2 e completou o dia vermelho em Paul Ricard. O espanhou foi o destaque quando os pilotos começaram a utilizar os pneus macios, mais velozes, e não foi alcançado por ninguém.

Leclerc terminou com o segundo melhor tempo, 0s101 acima da marca obtida por Sainz. Max Verstappen ficou em 3º, mais de meio segundo mais lento que o líder da sessão. Sergio Perez, da Red Bull, que se faria supor estar entre os quatro melhores, teve dia discreto e foi apenas o 10º. Sem ele no bolo, quem completou o top 5 foram as Mercedes, com George Russell e Lewis Hamilton, os últimos no mesmo segundo de Sainz.

Logo de cara, Lewis Hamilton foi à pista pela primeira vez no fim de semana. Ele havia perdido o primeiro treino livre para ceder espaço à Nyck de Vries, e precisava tirar a defasagem de tempo de pista o quanto antes. Valtteri Bottas, que também não participou do TL1 para dar lugar à Robert Kubica, foi outro que não tardou a entrar em ação.

Nos primeiros 10 minutos, a Alpine, francesa, foi quem liderou a tabela de tempos, com Fernando Alonso à frente de Esteban Ocon. Conforme o tempo avançou, os carros azuis foram sendo superados. George Russell pulou para primeiro, mas logo foi superado por Charles Leclerc, com 1min34s182.

Mick Schumacher comprovou a eficiência das famosas (e polêmicas) listras das áreas de escape de Paul Ricard. O alemão escapou e rodou em alta velocidade, mas a alta abrasividade das faixas vermelhas segurou seu carro antes que chegasse à proteção de pneus. O alemão voltou aos boxes para trocar os pneus e seguiu na atividade.

Max Verstappen faz a chicane que corta a longa reta de Paul Ricard
Max Verstappen faz a chicane que corta a longa reta de Paul Ricard
Foto: Red Bull / Twitter

Max Verstappen foi à pista e superou Leclerc por uma distância ínfima de apenas 0s010. Com 20 minutos de treino, Carlos Sainz foi o primeiro a colocar pneus macios. O espanhol fez 1min33s322, superando Verstappen e Leclerc por mais oito décimos.

Conforme outros pilotos foram experimentando os compostos macios para suas simulações de classificação, a tabela de tempos foi se alterando. Leclerc superou Sainz, mas logo o espanhol retomou a ponta, com uma ótima volta de 1min32s527 – tempo que nem Leclerc nem Verstappen superaram em suas tentativas nos minutos seguintes.

Com 20 minutos para o fim, o top 10 era formado por Sainz, Leclerc, Verstappen, Russell, Hamilton, Norris, Gasly, Magnussen, Ricciardo e Alonso, todos com tempos marcados já utilizando os pneus macios. Sergio Perez, que demorou a colocar os macios, superou Alonso quando o fez, sendo o 10º.

Nos minutos finais, os pilotos voltaram a utilizar os pneus médios e rodar com os carros mais pesados, entrando nas simulações de corrida. Com isso, a sequência da tabela de tempos se manteve inalterada e a Ferrari fechou o dia como líder dos dois treinos livres, cada um com um piloto.

A classificação acontece no sábado, 23, às 11 horas da manhã. A corrida é no domingo, com largada marcada para às 10 horas da manhã, sempre no horário de Brasília.

Parabólica
Publicidade
Publicidade