0

SUV raiz: Jeep Compass Trailhawk 2.0 Diesel

A versão Trailhawk só é vendida com motor 2.0 turbodiesel de 170 cv de potência e tração 4x4

29 nov 2019
11h16
  • separator
  • 0
  • comentários

Procurando um SUIV raiz? O Jeep Compass Trailhawk é o melhor da linha em sua capacidade off road. Não houve mudanças na linha 2020, quando o Compass atingiu 150 mil unidades vendidas no Brasil.

O Compas Trailwalk é bom para viagens, mas os pneus prejudicam o conforto no asfalto.
O Compas Trailwalk é bom para viagens, mas os pneus prejudicam o conforto no asfalto.
Foto: Divulgação

O Compass Trailkawk ganhou rodas aro 19, sistema de estacionamento semi-autônomo, partida remota pela chave e teto pintado na cor preta desde a linha 2019.

A lista de opcionais também mudou. O pacote Hight Tech passa a ser oferecido pela metade do preço que custava antes. Ele traz piloto automático adaptativo, frenagem automática de emergência, assistente de manutenção em faixa, bancos dianteiros elétricos, som premium Beats e porta-malas com tampa motorizada.

O que nós gostamos

O Compass Trailhawk é o SUV mais legítimo da linha. Além da tração 4x4, ele dispõe de seletor de terreno, suspensão independente nas quatro rodas e pneus de uso misto.

Uma das vantagens do Compass é ter tração integral completa (4WD e não AWD), não apenas com reduzida (botão 4WD Low), mas também com bloqueio do diferencial (4WD Lock, que distribui 50% da tração para cada eixo).

A posição de dirigir é elevada, porém confortável. A carroceria inclina nas curvas, mas não chega a assustar.

O Compass Trailhawk é perfeito para escapas no fim de semana.
O Compass Trailhawk é perfeito para escapas no fim de semana.
Foto: Divulgação

O câmbio automático de nove marchas é um dos pontos altos do carro, pois garante ótimo desempenho do motor em todas as faixas de rotação.

Topo de linha, o Compass Trailhawk é o mais equipado. Sua multimídia é completa e intuitiva, os bancos são de couro, o volante tem ótima empunhadura e o interior é espaçoso.

O comportamento do carro na estrada é bom (só os pneus de uso misto prejudicam um pouco o conforto e a estabilidade), mas em terrenos ruins ou off road ele mostra todo o seu valor.

O acabamento soft touch do painel e das portas é de série em toda a linha. A tela multimídia tem 8,4”, com ar-condicionado digital e piloto automático adaptativo com quatro níveis de distância para o carro da frente.

O interior é excelente em termos de ergonomia e posição de dirigir.
O interior é excelente em termos de ergonomia e posição de dirigir.
Foto: Divulgação

O quadro de instrumentos tem dois canhões com ponteiros (para velocímetro e conta-giros) e computador de bordo de 7” colorido com oito telas na versão Trailhawk. 

Em segurança, o Compass a diesel vem com sete airbags, assistente de ponto cego inclusive nas manobras de estacionamento, farol alto/baixo automático (por meio de uma câmera instalada acima do retrovisor), sistema de freios anticolisão (se o motorista não frear, o carro faz isso sozinho em caso extremo) e controle anticapotamento.

O que pode melhorar

O carro é um pouco lento nas retomadas de velocidade, apesar dos incríveis 350 Nm de torque. Culpa do câmbio, que é meio preguiçoso quando se quer andar rápido, mesmo no modo manual.

Precisa mesmo daquela tarja preta sobre o capô? Bem, pelo menos agora o teto também é preto.

O Compass mais caro é o que tem as rodas mais feias. Tradição, ok, mas um novo visual seria de bom tom.

Esta versão comporta apenas 388 litros no porta-malas, ao contrário dos 410 do restante da linha.

O porta-malas desse versão é um pouco reduzido.
O porta-malas desse versão é um pouco reduzido.
Foto: Divulgação

Os números

  • Ano: 2020
  • Preço: R$ 181.990 
  • Motor: 2.0 turbo diesel
  • Potência máxima: 170 cv a 3.750 rpm
  • Torque máximo: 350 Nm a 1.750 rpm
  • Câmbio: 9 marchas AT
  • Comprimento: 4,416 m
  • Largura: 1,819 m
  • Altura:  1,654 m
  • Entre-eixos: 2,636 m
  • Vão livre do solo: 228 mm
  • Peso: 1.751 kg
  • Pneus: 225/60 R17 (off-road)
  • Porta-malas: 388 litros
  • Tanque: 60 litros
  • 0-100 km/h: 10s0
  • Velocidade máxima: 194 km/h
  • Consumo cidade: 9,4 km/l
  • Consumo estrada: 11,5 km/l
  • Emissão de CO2: 195 g/km
O banco traseiro do meio pode virar uma mesinha.
O banco traseiro do meio pode virar uma mesinha.
Foto: Divulgação

 

Guia do Carro
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade