PUBLICIDADE

Qual é o melhor carro elétrico? Veja como é fácil saber

Que tal andar em (quase) todos os carros elétricos num único dia? Foi o que fizemos, no evento Electric Experience, no Haras Tuiuti

1 dez 2021 11h01
| atualizado às 12h19
ver comentários
Publicidade
Peugeot e-208 GT
Peugeot e-208 GT
Foto: Electric Experience / Divulgação

Comprar um carro elétrico é uma possibilidade cada vez mais real no Brasil. Por isso, fazer pelo menos um test drive nos modelos disponíveis é fundamental. Afinal, não é apenas a tecnologia de propulsão que muda, mas também a aplicação que é feita por cada montadora. Assim, alguns carros têm foco na potência, outros na autonomia, ou então na utilização urbana sem luxo ou mesmo em viagens sofisticadas.

Para tirar algumas dessas dúvidas, estivemos no Electric Experience, um evento que está sendo realizado no circuito do Haras Tuiuti (cerca de 120 km de São Paulo), de 30 de novembro a 5 de dezembro. São 31 carros de 18 modelos e 12 marcas. Quatro modelos são veículos utilitários e os demais são automóveis de passeio.

Depois de rodar em 13 modelos de passeio, podemos fazer um rápido veredicto sobre eles. Sobre os preços, consulte ofertas com os fabricantes.

Urbanos
JAC e-JS1 e Fiat 500e
Os dois menores carros presentes no Haras Tuiuti são o chinês JAC e-JS1 e o italiano Fiat 500e. O JAC é um carro muito simples e que só deve ser considerado mesmo para uso urbano. Sua potência é bastante limitada (62 cv) e o carro roda o tempo todo no modo de regeneração de energia - portanto, basta tirar o pé do acelerador para que ele comece a frear. A alavanca de câmbio fica do lado direito do volante, como nos Mercedes-Benz. A posição de dirigir é ruim, pois não há ajustes do volante. A capacidade de fazer curvas é sofrível, mas o alcance é bom: 302 km.

JAC e-JS1
JAC e-JS1
Foto: Electric Experience / Divulgação

O Fiat 500e não é muito maior, mas nem se compara na qualidade de acabamento, na dirigibilidade e na ergonomia ao volante. Ele não é muito potente (118 cv), mas tem uma boa dirigibilidade e pode ser usado em viagens curtas (320 km). O câmbio em teclas e a abertura da porta por botão são ideias ruins, que só atrapalham. O Fiat 500e é um carro pessoal. O JAC e-JS1 é um carro para frotista. 

Compactos
Peugeot e-208, Renault Zoe, Nissan Leaf, JAC e-JS4 e Caoa Chery Arrizo 5e
O Peugeot e208 pode ser considerado o melhor carro elétrico do momento no Brasil, por sua relação custo-benefício. É rápido, bonito, moderno, bem equipado, bem acabado e excelente no comportamento dinâmico. Seu motor tem 136 de potência e a autonomia é de 340 km.

O Renault Zoe não tem o encanto do e-208 ou o charme do 500e, mas é um carro muito bom. Ele está bem equipado, tem boa ergonomia, um alcance interessante e boa relação entre potência (135 cv) e autonomia (385 km). Um carro que pode ser usado na cidade e na estrada, mas sem pretensões de esportividade.

O Nissan Leaf é uma das grandes decepções. O carro tem uma ergonomia ruim, não oferece ajustes no volante que melhorem a posição de dirigir e traz algumas soluções exóticas, como um botão circular (que não é de girar) no lugar da alavanca de câmbio. Sua vantagem é ser espaçoso. Além de não ser muito confortável, sua relação potência/autonomia é ruim (149 cv/273 km).

Nissan Leaf
Nissan Leaf
Foto: Electric Experience / Divulgação

O JAC e-JS4 é melhor do que seu irmão menor, mas também peca pelo comportamento dinâmico, de forma que é indicado mais para a cidade, apesar de ter 150 cv e 420 km de autonomia.

O Caoa Chery Arrizo 5e é superior aos demais chineses nas curvas e frenagens e tem uma ergonomia melhor, mas faz falta um ajuste de profundidade do volante. Sua vantagem é o porta-malas grande no terceiro volume, de 430 litros, o que pode ser uma boa opção para táxi, mas não é confortável na estrada e tem potência limitada (122 cv). Sua autonomia é de 322 km.

Estradeiros
Volvo XC40 Recharge, Mercedes EQC e Audi e-tron.
A melhor surpresa é o Volvo XC40, um carro simplesmente espetacular em termos de aceleração e retomada de velocidade. Mesmo sendo um SUV, ele tem bom comportamento nas curvas. Mas é tão rápido, entrega tanta potência (408 cv) e torque (660 Nm), que é preciso ter bom senso para dirigi-lo.

Volvo XC40 Recharge
Volvo XC40 Recharge
Foto: Electric Experience / Divulgação

O Mercedes EQC usa a fórmula clássica da marca, porém com propulsão elétrica (408 cv e 760 Nm). Extremamente confortável. Roda de forma muito macia. Por ser tão macio, até surpreende nas curvas. As aletas atrás do volante servem para frear (lado esquerdo) ou liberar a aceleração (lado direito). Não tem nada de exótico.

O Audi e-tron tem a mesma potência (408 cv) e ótimo torque (663 Nm) com a maior bateria (95 kWh contra 80 kWh do Mercedes e 78 kWh do Volvo), o que coloca a marca alemã entre as principais no mundo dos elétricos. A ideia de substituir o espelho retrovisor por uma câmera é um luxo totalmente dispensável e que só atrapalha quem não está acostumado. Por causa da bateria, o Audi tem o maior alcance dos três: 436 km contra 400 km do Volvo e 374 km do Mercedes.

Audi e-tron
Audi e-tron
Foto: Electric Experience / Divulgação

Esportivos
BYD Tan EV e Audi e-tron S Sportback
O novo SUV chinês tem um luxo até extravagante e vai agradar a quem quer muito conforto ao rodar, mas com 517 cv suas pretensões esportivas são grandes. Entretanto, é um carro de suspensão muito macia, o que contra-indica altas velocidades em curvas. Tem muito desvio de trajetória nas frenagens de emergência.

BYD Tan EV
BYD Tan EV
Foto: Electric Experience / Divulgação

O Audi e-tron S Sportback é mais bonito do que o SUV. A fórmula é a mesma, porém com  mais potência (503 cv) e mais esportividade (0 a 100 km/h em 4s5 contra 5s7). Ao contrário do BYD, o Audi é tem o volante pesado e as suspensões mais rígidas. É um carro que aceita aventuras esportivas, mas para quem busca essa “tocada” o Porsche Taycan (ausente) é mais interessante. Além disso, o e-tron S roda apenas 347 km (sem exagerar no acelerador).

Outros carros
Tesla Model X - não dirigimos
Ausentes: Porsche Taycan, Mini Cooper S E, Chevrolet Bolt, Volkswagen ID.3 e ID.4.
Mais detalhes sobre o evento no site www.electricexperience.com.br.

Guia do Carro
Publicidade
Publicidade