3 eventos ao vivo

Incêndio no Chevrolet Onix Plus é o segundo vexame do líder

Comprar carro totalmente novo logo que ele é lançado, como diz a sabedoria popular, continua sendo um negócio arriscado. Entenda

7 nov 2019
10h49
atualizado em 8/11/2019 às 12h11
  • separator
  • 0
  • comentários

O incêndio ocorrido num Chevrolet Onix Plus no Maranhão mudou de forma emergencial os planos da General Motors para seu lançamento. Pior: este não foi o primeiro caso. Um Onix Plus já havia pegado fogo no pátio da fábrica em Gravataí (RS). O carro estava sendo um sucesso comercial, com 7.140 vendas em outubro, número que o colocou como o sedã mais vendido do Brasil. As entregas tiveram de ser interrompidas. Um recall logo na largada é péssimo para a imagem do carro, mas pode ser corrigido se a montadora agir corretamente. A GM está tomando as providências. Porém, abala o discurso de qualidade superior disseminado em todas as mídias.

Incêndio no Onix Plus numa estrada no Maranhão: problema no software.
Incêndio no Onix Plus numa estrada no Maranhão: problema no software.
Foto: Kleiton James / Reprodução

Esta não é a primeira vez que um vexame de qualidade construtiva se impõe ao Onix, líder absoluto de vendas nos últimos anos. A primeira foi quando o Chevrolet Onix foi reprovado num teste de impacto do Latin NCAP, em maio de 2017. Também não é a primeira vez que um carro da GM pega fogo. Entre 2006 e 2009, houve 32 casos relatados de incêndio envolvendo o Chevrolet Vectra, com 24 mortes, além de feridos. Outros casos são notórios na indústria automobilística, como os incêndios do Fiat Tipo, nos anos 1990, e na Volkswagen Kombi, ao longo de sua história.

No caso atual, do Chevrolet Onix Plus, a GM informou que o software de gerenciamento do motor pode falhar em condições específicas de temperatura, umidade e pressão, provocando quebra de componentes do motor, como biela, pistão e até o bloco, e o consequente vazamento de óleo. O contato do óleo com partes quentes do motor acaba causando o incêndio. A GM comunicou aos proprietários que fará a substituição do software de gerenciamento do motor, mas o recall ainda não foi feito.

Chevrolet Onix Plus: vendas interrompidas até a solução do problema.
Chevrolet Onix Plus: vendas interrompidas até a solução do problema.
Foto: Divulgação

Como diz a sabedoria popular, comprar um carro totalmente novo logo que ele é lançado pode ser um risco. Assim como outros fabricantes, a GM realiza testes em condições extremas de temperatura antes de começar a produzir o carro. Porém, no caso do Onix Plus, houve uma falha grave no processo. E isso interrompe, por um período que ainda não sabemos, a venda de um carro que foi elogiado por todos, devido ao seu melhor comportamento dinâmico, ao seu alto nível de conforto e conectividade, além do seu novo conjunto motor turbo/câmbio automático. Até mesmo a segurança é elogiável, pois o carro vem com seis airbags em todas as versões e ganhou cinco estrelas no teste de impacto do Latin NCAP.

Nesse caso, a GM aprendeu a lição. Depois que o Onix com dois airbags tirou nota zero na proteção para adultos, no teste de maio de 2017, a GM reforçou o carro e o submeteu ao um novo teste, em janeiro de 2018, também com dois airbags. Nesse caso, recebeu três estrelas do Latin NCAP, tanto na proteção para adultos quanto na proteção para crianças. Um bom carro em termos de segurança é aquele que consegue três estrelas com apenas dois airbags. Então a vida seguiu até a mudança de geração do Onix.

Antes disso, porém, tivemos outro caso envolvendo defeitos com um modelo recém-lançado. Foi com o Renault Kwid, que enfrentou nada menos de três recalls, por diferentes problemas, em seus primeiros meses de vida. Ironicamente, a Renault associou a imagem do Kwid à do Incrível Hulk nas peças promocionais de lançamento. Assim, queria passar o conceito de robustez. Tudo que o carro não era, como mostraram as quebras iniciais. Porém, os defeitos foram corrigidos e hoje o Kwid é um dos carros mais vendidos do Brasil.

Até mesmo na indústria aeronáutica ocorrem problemas para os primeiros clientes. Dois casos recentes são da Boeing. Um deles foi com o widebody 787 Dreamliner, cujas baterias se incendiavam. O mais recente foi com o Boeing 737 Max, que sofreu dois acidentes trágicos e teve sua compra proibida em vários países até que o fabricante encontrasse uma solução.

Novo Onix hatch: será que o lançamento será adiado?
Novo Onix hatch: será que o lançamento será adiado?
Foto: Divulgação

Agora, no caso do Chevrolet Onix Plus, resta saber se esses incêndios não afetarão também o lançamento do Onix hatch, programado para ocorrer ainda este ano. Como os dois carros são absolutamente iguais, é possível que as vendas do hatch também sejam afetadas. Nem a interrupção das vendas do Onix Plus nem um possível atraso do Onix hatch abalarão a liderança do modelo no ano, pois a distância em relação ao Hyundai HB20, vice-líder, é enorme. Porém, a GM disputa com a FCA (leia-se Fiat e Jeep) a liderança do mercado brasileiro entre as montadoras, e essa corre risco. Sem contar os prejuízos, pois é bom lembrar que as versões LT e LTZ do Onix Plus e do novo Onix hatch foram anunciadas com os mesmos preços que eram praticados nos antigos Onix e Prisma.

 

Guia do Carro
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade