0

Escolha seu carro: Volkswagen Jetta 1.4 Turbo

Com versões de R$ 99.990 (250 TSI), R$ 114.990 (Comfortline) e R$ 121.990 (R-Line), o sedã médio entrega desempenho, estilo e conforto

30 mar 2020
06h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Para quem está em quarentena, uma das maneiras de preencher o tempo com qualidade é pesquisando com calma a compra do próximo automóvel. Para ajudar na escolha, o GUIA DO CARRO publica o resumo do Volkswagen Jetta 1.4 Turbo, que tem três versões numa faixa de preço de R$ 22 mil. A versão de entrada é a 250 TSI, que custa R$ 99.990, mas saiu do catálogo em 2020 (portanto, só vale o que tem em estoque). A intermediária é a Comfortline, que sai por R$ 114.990. A versão superior é a R-Line, à venda por R$ 121.990. O Jetta tem ainda a versão GLi 350 TSI, mas ela usa o motor 2.0 turbo e custa R$ 147.990, por isso não é comparável aqui.

Jetta Comfortline: a vantagem dessa versão é o custo-benefício.
Jetta Comfortline: a vantagem dessa versão é o custo-benefício.
Foto: VW / Divulgação

O nome 250 TSI vem do torque de 250 Nm e indica que o motor 1.4 é turbo com injeção direta de combustível. A sétima geração estreou na linha 2018. Portanto, tudo ainda é novo no Volkswagen Jetta. Ele ficou 6 cm maior, ganhou sofisticação e seu motor tem 150 cv de potência. Apesar de ser a versão sedã do Golf, o Volkswagen Jetta tem o design mais parecido com o do Passat (o sedã superior da marca). A grade dianteira é inspirada no Passat. A distância entre-eixos cresceu 3,5 cm (o que aumentou o espaço interno). O design também ganhou vincos para ressaltar sua esportividade.

Jetta 250 TSI: versão mais acessível, mas já fora do catálogo de 2020.
Jetta 250 TSI: versão mais acessível, mas já fora do catálogo de 2020.
Foto: VW / Divulgação

A traseira do Volkswagen Jetta ficou mais alongada, mas o porta-malas manteve os 510 litros de capacidade. Por dentro, o painel e as portas dianteiras ganharam revestimento macio e combinação com black piano e plástico imitando aço escovado. A tela multimídia do Jetta mudou de posição com as saídas de ar e isso melhorou a visibilidade, pois o motorista não precisa baixar os olhos.

Jetta Highline

  • A central multimídia é facílima de usar e tem conectividade com Android Auto e Apple CarPlay, além de navegador por GPS. Muitos itens do Volkswagen Jetta R-Line podem ser configurados ao gosto do motorista e/ou dos passageiros. 
  • A lista de equipamentos do Jetta R-Line inclui quadro de instrumentos digital de 10,2”, ar-condicionado de duas zonas, bancos de couro, seis airbags, luzes de LED com DRL, piloto automático adaptativo e alerta de colisão com frenagem automática, entre outros.
  • O sedã da Volks tem seletor de modos de condução, que modifica os parâmetros do motor e câmbio, da direção, do ar-condicionado.
  • É incompreensível a ausência de borboletas no volante em um carro com estilo esportivo como o Jetta R-Design.
  • O banco do motorista do Volkswagen Jetta não em ajuste elétrico. E o banco do passageiro não tem ajuste de altura.
  • O console, a alavanca de câmbio e os comandos do ar-condicionado foram herdados do Jetta anterior.
  • O Volkswagen Jetta tem um túnel central que atrapalha o conforto para as pernas do passageiro do meio na parte de trás. Além disso, o acabamento da traseira não é requintado como da dianteira.
Jetta R-Line: versão superior, esportivada, perdeu o posto de topo de linha para o Jetta GLi.
Jetta R-Line: versão superior, esportivada, perdeu o posto de topo de linha para o Jetta GLi.
Foto: VW / Divulgação

Jetta Comfortline

  • Em relação ao R-Line, o Volkswagen Jetta Comfortline perde principalmente os aspectos estéticos da versão esportivada. Ele também vem sem o quadro de instrumentos digital, o piloto automático adaptativo (mantém o normal) e o bloqueio eletrônico do diferencial.
  • A central multimídia do Jetta Comfortline é igual à do R-Line. Ela tem Android Auto e Apple CarPlay, além de GPS. 
  • O Volkswagen Jetta Comfortline vem com ar-condicionado de duas zonas, bancos de couro, seis airbags, luzes de LED com DRL e piloto automático.

Jetta 250 TSI

  • A central multimídia do VW Jetta de entrada tem Android Auto e Apple CarPlay e é fácil de usar. 
  • Mesmo na versão mais acessível, o Volkswagen Jetta vem com ar-condicionado de duas zonas, seis airbags, luzes de LED com DRL e piloto automático.
  • Em relação ao Comfortline (intermediário), o Volkswagen Jetta de entrada perde o descansa-braço central, a partida sem chave, o volante e os bancos de couro, a câmera de ré, o modo de condução, o piloto automático adaptativo e o navegador por GPS, entre outros itens menos importantes.
  • O Volkswagen Jetta 250 TSI também vem com rodas de liga leve menores (aro 16).
  • A versão 250 TSI não tem ajuste de profundidade no volante.
  • O banco do passageiro não tem ajuste de altura.

Os números

  • Motor: 1.4 turbo flex
  • Potência: 150 cv a 5.000 rpm (g/e)
  • Torque: 250 Nm a 1.400 rpm (g/e)
  • Câmbio: 6 marchas AT
  • Comprimento: 4,702 m 
  • Largura: 1,799 m
  • Altura: 1,474 m
  • Entre-eixos: 2,688 m
  • Peso: 1.331 kg
  • Pneus: 205/55 R17 e 205/60 R16 (250 TSI) 
  • Porta-malas: 510 litros
  • Tanque: 50 litros
  • 0-100 km/h: 8s9 
  • Velocidade máxima: 210 km/h 
  • Consumo cidade: 10,9 km/l (g)
  • Consumo estrada: 14,0 km/l (g)
  • Emissão de CO2: 110 g/km

 

Veja também:

Conheça o Tiggo 5X, o SUV chinês da Caoa Chery
Guia do Carro
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade