0

Cyberbullying pode ser mais que apenas violência virtual

Agressões e invasões de intimidade são apenas alguns dos atos cometidos pelos valentões virtuais

30 jul 2019
18h57
  • separator
  • 0
  • comentários

Não é de hoje que ouvimos a expressão ”bullying”, um termo da língua inglesa que se refere a todas as formas de atitudes físicas, verbais ou agressivas, que ocorrem sem nenhum tipo de motivação realizada por uma ou mais pessoas. Esse dito ficou muito conhecido no meio
escolar, entre jovens e adolescentes, mas também é praticado entre adultos, grupos familiares e de amigos.

Foto: Freepik

Com o passar do tempo e a introdução da tecnologia em nossas vidas, o bullying migrou para os meios digitais e ficou conhecido como Cyberbullying (violência virtual). Esse tipo de agressão é praticado através da internet contra alguém por telefones celulares e ferramentas de comunicação relacionadas ao mundo virtual, como mensagens de texto, bate-papo e sites.

Nesse novo tipo de violência, as características mais comuns são em depreciar o indivíduo agredido com mensagens invasivas de intimidade através de fotos e conversas pessoais que acabam gerando sofrimento e constrangimento psicológico e social.

Hoje já é possível classificar o cyberbullying em crime tecnológico contra a honra, calúnia, difamação, injúria, constrangimento, ameaça e falsa identidade, sejam eles enviados através de redes sociais, vídeos e fotos por mensagens de celular ou outros meios. Dependendo da infração o agressor pode pegar de um mês até três anos de cadeia. Se o infrator for menor de idade, os pais ou responsáveis são obrigados a indenizar a vítima por danos morais. Em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba já é possível encontrar delegacias de Crimes Eletrônicos que auxiliam quem sofreu cyberbullying.

Foto: Freepik

Efeitos colaterais

Se o seu filho está apresentando algum tipo de comportamentos diferente como:

  • excluir contas de redes sociais;
  • ficar agressivo após receber mensagens de texto;
  • evitar contato social;
  • mal desempenho na escola.

Pode ser um sinal de que ele está sendo vítima de cyberbullying.

Como minimizar os efeitos do cyberbullying?

  • Os pais podem conversar com os professores sobre a segurança cibernética;
  • Dependendo do caso, os pais podem denunciar o agressor ao provedor da plataforma que ocorreu a violência virtual;
  • Se a moral da criança ou adolescente foi afetada, é interessante procurar uma ajuda profissional

Outra forma de se evitar esse tipo de ataque é se equipar com medidas preventivas e proteger os dispositivos de sua família contra atividades perigosas. As soluções de segurança do Terra Antivírus podem ajudar os pais no suporte a regras e limites de tempo para aplicativos e websites, além de ter acesso ao que os filhos estão se conectando on-line.  Acesse o Terra Antivírus e conheça todas as soluções digitais disponíveis para sua família.

Fonte: McAfee Network Associates Inc. © Copyright 2019.  Todos os Direitos Reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade