2 eventos ao vivo

Operadoras de telefonia móvel da Alemanha prometem ampliar a 99% cobertura da rede 4G

12 jul 2018
14h20
atualizado às 14h43
  • separator
  • comentários

As operadoras de telefonia móvel da Alemanha prometeram ao governo ampliar a cobertura de suas redes 4G para 99 por cento até o final de 2020, disse o ministro dos Transportes, Andreas Scheuer, após se encontrar com chefes do setor nesta quinta-feira.

Andreas Scheuer, ministro dos Transportes alemão, em Berlim, Alemanha
07/01/2018 REUTERS/Hannibal Hanschke
Andreas Scheuer, ministro dos Transportes alemão, em Berlim, Alemanha 07/01/2018 REUTERS/Hannibal Hanschke
Foto: Reuters

Sob o acordo, a Deutsche Telekom, a Vodafone e a Telefonica Deutschland irão cobrir lacunas na cobertura além dos 98 por cento com os quais se comprometeram na última rodada de licenciamento do espectro.

A cobertura da rede móvel na maior economia da Europa é muitas vezes irregular e, juntamente com atrasos no desenvolvimento da internet de alta velocidade, tem sido criticada por grupos empresariais como uma desvantagem na era digital.

Scheuer, que representa a União Social Cristã da Baviera na grande coalizão da primeira-ministra Angela Merkel, tem buscado uma vitória política antes de uma eleição regional em outubro.

As três operadoras, por sua vez, disseram que o custo elevado para cobrir as últimas lacunas da cobertura impede a realização do trabalho e pediram ao governo que ajuste os subsídios oferecidos para tornar os investimentos acessíveis.

Em uma declaração conjunta, as empresas também se comprometeram a garantir que 99 por cento das famílias tenham cobertura de rede 4G em cada um dos 16 estados federais da Alemanha durante o ano de 2021.

Isso implica construção de 1 mil torres 4G em áreas onde atualmente não há cobertura e a atualização de outras 10 mil torres.

Por sua vez, Scheuer prometeu facilitar os termos dos leilões do próximo ano para os serviços móveis de quinta geração - que poderiam ser usados em carros autônomos ou na telemedicina.

Como parte deste acordo, as operadoras só teriam que pagar pelo novo espectro de 5G assim que ele fosse alocado. Isso, segundo Scheuer, economizaria cerca de 1 bilhão de euros.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade